Resolução da reunião ordinária do PSOL

O Partido Socialismo e Liberdade entende (PSOL) que a eleição do Senador Randolfe, com a expressiva votação de 203.259 votos, nos impõe uma responsabilidade muito grande, sobre tudo com o povo do Amapá, de dar resposta a profunda crise política, moral, social e econômica por que passa o Estado.

O PSOL estabelecerá um regime de colaboração com o governo, através de nosso Mandato que desde já está a disposição do estado e do povo, para responder e ajudar a resolver,a através do Congresso nacional, todas as demandas emergenciais que o Amapá precisa, mas que faremos de forma independente e autônoma, resguardando nossas instâncias e principalmente respeitando a decisão do conjunto de nosso Partido.

Sendo assim, o PSOL afirma seu caráter de independência e autonomia ao governo estadual e não fará parte da sua composição, estando desautorizada a participação de seus dirigentes e filiados, aplicando-se aos casos irreversíveis o afastamento de todas as instâncias do Partido pelo tempo que permanecerem no governo, conforme decisão do Diretório Estadual e o que rege o Capítulo III, Art. 13, III do Estatuto do SPOL.

Macapá, 17 de fevereiro, de 2011
Diretório Estadual do PSOL

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: