Manifesto aos participantes do 20º Encontro para a Nova Consciência

A apatia, o desinteresse, o deixa prá lá, que às vezes nos acomete, especialmente no que se refere às coisas que estão acontecendo à nossa volta, muitas das vezes termina por refletir em nós mesmos, em nossa família, em pessoas que amamos. Existe uma denominação religiosa que prega abertamente a prática de crimes, dentro os quais o homicídio por omissão, e a discriminação ilegal e abusiva de ex-membros, sob as vistas de todos, sem temer a ação das autoridades públicas.

As lideranças dessa denominação religiosa confiam que, as vítimas, por temerem represálias, permanecerão emudecidas, entretanto o equívoco dos mesmos é patente, já que pelo menos um caso de homicídio, ocorrido na cidade de São Vicente/SP, quando uma menor de 13 anos morreu por não lhe ter sido permitida uma transfusão de sangue, irá a julgamento pelo Tribunal do Júri, quando sentarão no banco dos réus, os pais de referida menor que, por questões religiosas, não permitiram aquele tratamento médico.

Há, também, no Ceará, uma Ação Penal que ora aguarda posicionamento do Superior Tribunal de Justiça, e que visa responsabilizar criminalmente, duas lideranças daquele Estado, pela prática de crime de preconceito religioso, praticado contra ex membros.

O Ceará foi o primeiro a abolir a escravidão, nós; os primeiros a denunciar a desassociação, e as lutas de nossa gente contra as injustiças continuam bravamente sendo escritas em nossa história, Além da luta que travamos pelo fim da discriminação religiosa, lutamos pela liberdade de um prisioneiro político Cesare Battisti. Alguns episódios relevantes ocorridos no Ceará, em alguns aspectos mudaram a história do Brasil. Além da abolição da escravatura, tivemos a primeira prefeita de capital, a Lei Maria da Penha, a Padaria Espiritual, entre outros.

O desligamento de um ex-membro da denominação religiosa Testemunhas de Jeová que, discriminado abertamente, procurou as autoridades públicas, foi o ponto de partida para que o Ministério Público oferecesse denúncia contra duas de suas lideranças, pioneiramente. Esta pessoa, Sebastião Ramos, um dos principais líderes da luta contra a discriminação religiosa protagonizada por tal denominação religiosa, estará participando do 20º Encontro da Nova Consciência, sendo relevante prestarmos atenção ao que o mesmo tem a falar, especialmente pelo eco que sua luta vem obtendo, não só no Brasil, mas também no exterior.

O nosso silêncio, o nosso desinteresse, poderá significar, no futuro, um avanço maior dessas religiões fundamentalistas, que chegam a permitir a morte de uma filha, a ponto de assumirem o Poder, o que aliás, é afirmativa comum nas reuniões das Testemunhas de Jeová, que asseveram que Jeová irá governar a terra, o que por muitos de seus seguidores é seguido à risca.

Por isso estamos conclamando a todos que, no encerramento desse encontro, se aprove uma Moção de Repúdio contra a Sociedade Torre de Vigia de Bíblias e Tratados, órgão que centraliza todas as decisões relacionadas às Testemunhas de Jeová, pela prática desenfreada da discriminação que é perpetrada contra ex-membros, por ordem, instrução e exigência da Torre de Vigia.

Com efeito, vamos abrir os olhos e denunciar qualquer forma de discriminação que porventura venha nos acometer, pois, vale ressaltar que, no Brasil, discriminação religiosa também é crime.

Movimento das Ex Testemunhas de Jeová do Ceará

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: