CPT lança o relatório Conflitos no Campo no Brasil 2010

A Comissão Pastoral da Terra- Amapá (CPT-Amapá) lança, no dia 25 de maio, a publicação anual Conflitos no Campo Brasil 2010. É a 26ª edição do relatório que concentra dados sobre os conflitos, violências sofridas pelos trabalhadores e trabalhadoras rurais e suas comunidades e pelos povos tradicionais, em todo o país. O relatório elenca também algumas ações dos homens e mulheres do campo na busca e defesa de seus direitos. O lançamento será no Centro Diocesano de Pastoral e Cultura, com a presença do bispo da Diocese de Macapá, Dom Pedro José Conti, e da coordenação colegiada da CPT-Amapá.  Será dado destaque aos dados relativos ao Amapá e ao município de Afuá.

Na mesma data, a CPT entregará o relatório aos órgãos públicos responsáveis pela questão da terra e ao governador do Amapá Camilo Capiberibe.

Conflitos no Campo Brasil 2010

O relatório registra 34 trabalhadores rurais assassinados em conflitos no campo no ano de 2010. Um número 30% maior que no ano anterior, quando foram assassinados 26 trabalhadores. O aumento da violência no campo assusta e vitima, também, comunidades tradicionais. O relatório mostra, ainda, o aumento dos conflitos pela água, os dados referentes ao trabalho escravo e sua expansão em estados considerados “desenvolvidos”, além de ações de resistência dos movimentos e organizações sociais e das ações dos poderes público e privado contra a luta do povo pobre do campo, que busca se firmar e trabalhar em sua terra.

Graça Penafort

Pastoral da Comunicação – Pascom

Deixe uma resposta