Sistema Carcerário é discutido por especialistas em Direitos Humanos


São muitos os problemas apontados pelo Conselho Nacional de Justiça-CNJ no Sistema carcerário do Brasil. No Amapá a superlotação, ausência de atendimento psicológico e falta de colchões são alguns dos problemas a enfrentados pela direção do IAPEN.

Neste cenário fica cada vez mais difícil garantir a qualidade de vida desses apenados. Por isso o curso de Direito da Faculdade Seama promoveu o evento A garantia dos direitos humanos do Sistema Carcerário no Amapá. A mesa redonda ocorreu nesta terça-feira, 17, na Faculdade Seama, participaram o Procurador da República no Amapá e Membro do Conselho Penitenciário do Ministério Público Federal, Dr. Celso Costa Lima Verde Leal.

Também fizeram parte das discussões o agente penitenciário, Prof. Emerson Barbosa, o MSc. em Direito Penal e prof. da Faculdade Seama, Dr. Auriney Brito. Além destes o evento contou com a presença de um Ex-detento do Instituto de Administração Penitenciária do Amapá – IAPEN que relatou sua experiência no IAPEN.

O encontro entre especialistas da área do direito teve como finalidade despertar a consciência crítica da sociedade amapaense para a garantia dos direitos humanos aos apenados do IAPEN, e com isso, apresentar a sociedade os direitos humanos e seus problemas na sua proporção carcerária.

“Levando em consideração a presença ativa das autoridades nesse processo de conhecimento sobre os direitos humanos e os direitos fundamentais do sistema, espera-se com o evento que outras pessoas possam surgir conscientes e mais preparadas para ir à luta pelos direitos humanos, ajudando assim na construção de um mundo melhor”, comenta um dos Coordenadores do evento, Marciano Lobato.


Diani Correa
Inove Comunicação

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: