Encontro propõe pacto pela Amazônia a governadores

Belém recebe neste sábado (21) todos os governadores da Amazônia para um encontro histórico. A reunião foi proposta pelo governador Simão Jatene, e tem por objetivo fortalecer a integração dos chefes do Executivo do Pará, Amazonas, Amapá, Roraima, Rondônia, Acre, Maranhão, Tocantins e Mato Grosso.

“É preciso construir um pensamento mais homogêneo sobre as possibilidades e desafios da nossa região”, observa o governador Simão Jatene. Ele vai propor aos demais governadores a construção de um pacto pela Amazônia,  que estimule a unidade perdida entre os estados para fazer frente a uma série de questões que incomodam ou ameaçam as populações deste pedaço do Brasil.

“A Amazônia corresponde a 60% do território nacional e seu povo representa cerca de 12% da população brasileira”, sublinha Jatene. “No entanto, nós produzimos apenas 8% das riquezas da nação, embora o Pará, por exemplo, tenha um peso decisivo no equilíbrio da balança comercial da Nação, e ainda somos responsáveis por metade das emissões de CO2 na atmosfera brasileira”, raciocina. “Tem alguma coisa errada aí”, frisa o governador.

Um dos temas a serem discutidos pelos governadores é a reforma tributária, que está em estudo e será objeto de um encontro, na semana que vem, em Brasília, no Ministério da Fazenda, entre os governadores das região Norte e Centro-Oeste. Simão Jatene tem especial preocupação, ainda, por dois temas econômicos que afligem a todos os chefes do Executivo da Amazônia: os critérios de atualização das dívidas dos estados e a revisão da distribuição dos fundos constitucionais que entrará em vigor no ano que vem.

O encontro será no Hangar, das 9h às 15h. Será também uma oportunidade para que os estados relatem seus esforços na construção de uma infraestrutura compatível com o desejo de desenvolvimento sustentável da região e para que se trate da questão ambiental, expondo projetos como o Programa Municípios Verdes, criado no Pará com a meta de acabar com o desmatamento irracional e agregar valor à preservação da floresta.

“É difícil falar da Amazônia sem compreender as muitas amazônias abrigadas aqui. Esse encontro tem esse condão, o de reunir, integrar os governadores nesse esforço de compreensão da nossa região”, define Simão Jatene. (Agência Pará)

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: