Sindicato da Saúde anuncia fim da paralisação no município depois da revogação de decreto


O fim da paralisação dos servidores municipais da saúde foi anunciado no fim da manhã de hoje. Uma comissão de sindicalistas foi recebida pelo prefeito Roberto Góes para discutir os pontos reivindicados no movimento.

O primeiro deles foi a revogação do Decreto 2.580/2011, oficializada na sexta-feira, 27. O documento acabava com as gratificações e adicionais pagos ao funcionalismo. O segundo ponto foi o abono das faltas de quem participou da paralisação. O prefeito concordou em não considerar a ausência dos manifestantes nos postos de trabalho.

O terceiro item foi a reposição salarial das categorias. Roberto Góes informou aos servidores, que, até quinta-feira, será enviada à Câmara de Vereadores, o projeto com a proposta de reajuste do funcionalismo municipal. O percentual ainda dependerá de levantamento financeiro que está em fase de conclusão, mas, segundo o prefeito, deve ultrapassar os 3% dados pelo Governo do Estado.

Foi definida ainda, a criação de um conselho administrativo para analisar a situação do funcionalismo, com cada sindicato apresentando um representante que participará das discussões com o município.

Os sindicatos se comprometeram em apresentar até amanhã, um relatório com os principais problemas enfrentados por eles no dia a dia. Entre eles, representantes do Programa Saúde da Família, enfermeiros, e do Sindicato dos Servidores Municipais. O documento servirá de orientação para que o município passe a ter conhecimento detalhado do que vem acontecendo em cada entidade. O prefeito antecipou uma visita à base do Samu na quarta-feira atendendo a pedido feito durante a reunião.


José Marques Jardim

Coordenadoria de Comunicação da PMM

Deixe uma resposta