Marabaixo: Domingo da Santíssima Trindade no Laguinho


Neste dia 12 de junho é festejado o Domingo da Santíssima Trindade no Laguinho, na casa da Tia Biló. É o 4º marabaixo  que vai movimentar o bairro desde às 7:00 e encerrar no amanhecer da segunda-feira, quando o mastro da Santíssima Trindade é levantado. A festa faz parte do Ciclo do Marabaixo que iniciou no domingo de Páscoa e encerra no próximo dia 26, no Domingo de Senhor. Durante todo o dia devotos, participantes e organizadores festejam o Divino de maneira tradicional: com missa, fogos e alimentos, prosseguindo com a grande festa anual que encerra ao nascer do sol e mistura fé católica com a cultura nativa do marabaixo.

A festeira Tia Biló é uma das últimas negras testemunha viva da mudança dos moradores do Centro de Macapá para o Laguinho, em 1945, dando início ao bairro que guarda a maior identidade amapaense, o marabaixo. A festa bicentenária lembra a história da cidade marcada por luta e trabalho sem que os negros e desbravadores esquecessem a fé e as danças tradicionais. Tia Biló é filha do Mestre Julião Ramos e matriarca da família responsável pelas homenagens aos santos no Laguinho. Sua neta Danniela Ramos, é presidente da Associação Foclórica Raimundo Ladislau, que faz a festa.

A Associação é formada por várias gerações de homens e mulheres de qualquer idade, eles preparam e participam desde as novenas até a missa e as rodadas de marabaixo, que inclui a produção da gengibirra e do caldo. Eles ainda pegam os ramos de murta no Curiaú e levantam e derrubam os mastros. Na Quarta-feira da Murta, dia 1º de junho, eles foram para as ruas com os ramos e continuaram a festa até as primeiras horas da Quinta-feira da Hora, quando enfeitaram e levantaram o mastro do Divino Espírito Santo que está em frente à casa da Tia Biló.

Desde o dia 3 eles rezam as novenas do Divino e no dia 10 iniciaram as da Santíssima. Neste domingo a programação inicia com a missa na Igreja São Benedito e logo após será servido a café da manhã na casa da Tia Biló. Às 16:00 eles saem nas ruas do Laguinho com os ramos de murta para tirar o mau-olhado e dançam marabaixo até o amanhecer do dia 13 quando ornamentam e levantam o mastro da Santíssima Trindade.

Endereço da Tia Biló: Rua Eliezer Lavy, entre Mãe Luzia e Nações Unidas,próximo à UMA.

12/06/2011——– 07:00h – DOMINGO DO DIVINO ESPÍRITO SANTO- missa na Igreja de São Benedito, após a missa café da manhã na casa da festeira;

16:00h – MURTA DA SANTÍSSIMA TRINDADE: 4º MARABAIXO (até o amanhecer do dia 13/06:Levantação do Mastro da Santíssima Trindade).

13/06/2011——– 21:00h – 1º BAILE DOS SÓCIOS DA SANTÍSSIMA TRINDADE.

 

18/06/2011——– 21:00h – 2º BAILE DOS SÓCIOS DA SANTÍSSIMA TRINDADE.

19/06/2011——– 07:00h – DOMINGO DA SANTÍSSIMA TRINDADE- missa na Igreja de São Benedito, após a missa café da manhã na casa da festeira.

 

23/06/2011——–20:00h –  CORPUS CRHISTI – 5º MARABAIXO

 

26/06/2011——–17:00 – DOMINGO DO SENHOR –  Derrubada dos mastros, escolha dos festeiros do próximo ano e encerramento do Ciclo do Marabaixo 2011.

Mariléia Maciel

Assessora de Comunicação

Marabaixo: Domingo da Santíssima Trindade no Laguinho


Neste dia 12 de junho é festejado o Domingo da Santíssima Trindade no Laguinho, na casa da Tia Biló. É o 4º marabaixo  que vai movimentar o bairro desde às 7:00 e encerrar no amanhecer da segunda-feira, quando o mastro da Santíssima Trindade é levantado. A festa faz parte do Ciclo do Marabaixo que iniciou no domingo de Páscoa e encerra no próximo dia 26, no Domingo de Senhor. Durante todo o dia devotos, participantes e organizadores festejam o Divino de maneira tradicional: com missa, fogos e alimentos, prosseguindo com a grande festa anual que encerra ao nascer do sol e mistura fé católica com a cultura nativa do marabaixo.

A festeira Tia Biló é uma das últimas negras testemunha viva da mudança dos moradores do Centro de Macapá para o Laguinho, em 1945, dando início ao bairro que guarda a maior identidade amapaense, o marabaixo. A festa bicentenária lembra a história da cidade marcada por luta e trabalho sem que os negros e desbravadores esquecessem a fé e as danças tradicionais. Tia Biló é filha do Mestre Julião Ramos e matriarca da família responsável pelas homenagens aos santos no Laguinho. Sua neta Danniela Ramos, é presidente da Associação Foclórica Raimundo Ladislau, que faz a festa.

A Associação é formada por várias gerações de homens e mulheres de qualquer idade, eles preparam e participam desde as novenas até a missa e as rodadas de marabaixo, que inclui a produção da gengibirra e do caldo. Eles ainda pegam os ramos de murta no Curiaú e levantam e derrubam os mastros. Na Quarta-feira da Murta, dia 1º de junho, eles foram para as ruas com os ramos e continuaram a festa até as primeiras horas da Quinta-feira da Hora, quando enfeitaram e levantaram o mastro do Divino Espírito Santo que está em frente à casa da Tia Biló.

Desde o dia 3 eles rezam as novenas do Divino e no dia 10 iniciaram as da Santíssima. Neste domingo a programação inicia com a missa na Igreja São Benedito e logo após será servido a café da manhã na casa da Tia Biló. Às 16:00 eles saem nas ruas do Laguinho com os ramos de murta para tirar o mau-olhado e dançam marabaixo até o amanhecer do dia 13 quando ornamentam e levantam o mastro da Santíssima Trindade.

Endereço da Tia Biló: Rua Eliezer Lavy, entre Mãe Luzia e Nações Unidas,próximo à UMA.

12/06/2011——– 07:00h – DOMINGO DO DIVINO ESPÍRITO SANTO- missa na Igreja de São Benedito, após a missa café da manhã na casa da festeira;

16:00h – MURTA DA SANTÍSSIMA TRINDADE: 4º MARABAIXO (até o amanhecer do dia 13/06:Levantação do Mastro da Santíssima Trindade).

13/06/2011——– 21:00h – 1º BAILE DOS SÓCIOS DA SANTÍSSIMA TRINDADE.

 

18/06/2011——– 21:00h – 2º BAILE DOS SÓCIOS DA SANTÍSSIMA TRINDADE.

19/06/2011——– 07:00h – DOMINGO DA SANTÍSSIMA TRINDADE- missa na Igreja de São Benedito, após a missa café da manhã na casa da festeira.

 

23/06/2011——–20:00h –  CORPUS CRHISTI – 5º MARABAIXO

 

26/06/2011——–17:00 – DOMINGO DO SENHOR –  Derrubada dos mastros, escolha dos festeiros do próximo ano e encerramento do Ciclo do Marabaixo 2011.

Mariléia Maciel

Assessora de Comunicação

Um comentário em “Marabaixo: Domingo da Santíssima Trindade no Laguinho

  • junho 10, 2011 em 8:50 pm
    Permalink

    Ontem saí entre triste e indignado de um quiosque da Beira Rio. Notei que de tanto tocar, um dvd desses de forró sertanejo, engatava toda hora. Claro que era pirata. Então pedi ao garçon que colocasse um novíssimo do Festival de Ladrão de Marabaixo que ganhei na Confraria Tucuju para mostrar para as amigas Carol Chaves e Emília que estavam comigo. Um cliente, julgando-se melhor que a gente, pediu para retirar e voltar o breganejo. Não aceitei. Protestei dizendo que meu dinheiro valia tanto quanto o do tal lá. Assim mesmo, não fui atendido. O dvd do nosso Marabaixo, da nossa cultura foi posto pra fora do aparelho. Sem nada mais que pudesse fazer, cancelei os pedidos e saímos dali para comer em outro quiosque. É inacreditávei o desprezo com que a nossa cultura é tratada por nós mesmos. Precisamos reagir à isso! ou não?

    Resposta

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: