Sábado é dia de vacinar crianças contra paralisia infantil


A Prefeitura de Macapá, através da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) está com tudo pronto para a primeira etapa da Campanha Nacional de Vacinação Contra a Paralisia Infantil para crianças menores de cinco anos. A abertura oficial do dia “D” de vacinação acontece no próximo sábado (18), no Complexo Turístico do Araxá.

A meta proposta pelo Ministério da Saúde (MS), para Macapá, nesta primeira etapa é vacinar 95% de um total de 44.214 menores de cinco anos. A coordenadora de imunização do município, Lilian Vergara a Semsa pretende superar as expectativas e vacinar 100% da população da faixa etária estabelecida. “Nossa estratégia se baseia na proximidade dos postos de atendimento. Estamos formamos um cinturão de cobertura, levando a vacina para mais perto da comunidade o que diminuiu o deslocamento da criança até o posto de vacinação. O resultado tem sido positivo, uma vez que diminui o alto índice de desistência vacinal”, disse a coordenadora.

Aproximadamente mil pessoas entre profissionais da saúde e voluntários estarão envolvidas na campanha. Ao todo serão 250 pontos de vacinação, sendo 210 fixos e 40 volantes, distribuídos pela cidade entre supermercados, padarias, lojas, centro comunitário, igrejas, escolas e praças, com funcionamento das 08:00 às 17:00 horas. Todas as unidades de saúde da capital serão postos de vacinação.

Para o secretário de saúde do município, Eduardo Monteiro de Jesus, a campanha é muito importante para manter o município sem casos da doença. “Com essa proteção, garantimos a imunidade das nossas crianças contra a poliomielite. Convocamos todos os pais que levem seus filhos para tomar a primeira dose da vacina Sabin, para manter o município livre da poliomielite”.

A doença

A paralisia infantil ou poliomielite é uma doença infectocontagiosa aguda transmitida por vírus que pode provocar seqüelas permanentes ou até mesmo levar à morte. Segundo a Organização de Saúde a poliomielite ainda é endêmica na Nigéria, Índia, Afeganistão e Paquistão. No Brasil há vinte anos a doença está erradicada. A vacinação anual nas duas etapas é muito importante para evitar o risco de introdução da doença no país.

 

Novidade

Este ano, a Semsa aproveita a campanha de vacinação e introduz a suplementação da vitamina “A” nas unidades básicas de saúde (UBS) do município. Durante o sábado as UBSs estarão disponibilizando para crianças de seis meses a quatro anos de idade uma dose do composto. O programa de suplementação, busca reduzir e controlar a deficiência nutricional de vitamina A. Os pais devem ficar atentos para o intervalo de seis meses entre uma dose e outra. A vitamina A é talvez a mais importante. Todas as pessoas necessitam para proteger sua saúde e visão. Ela reduz em 23% a mortalidade infantil e a gravidade das infecções respiratórias agudas e diarréias. Além de ser fundamental para o crescimento saudável das crianças. A coordenadora do Programa de Alimentação e Nutrição do municipio, Amandha Furtado, tranqüiliza os pais com relação à simultaneidade das doses de vacina e vitamina. “Não existe nenhuma contra-indicação em tomar a vacina Sabin e a Vitamina “A” no mesmo dia”, concluiu a coordenadora.

Prefeitura de Macapá
Coordenadoria de Comunicação
Janine Cruz

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: