Ato de repúdio contra o aumento abusivo das verbas de gabinete dos deputados do Amapá

No Amapá, as verbas de gabinete atingem a estrondosa cifra de R$100 mil: cinco vezes mais que a do Estado de São Paulo;

Há poucos dias dois grandes fatos ocorreram, um nacional e outro local, que estão totalmente na contramão dos interesses da sociedade e em razão disso alguns levantes nacionais estão ocorrendo, os fatos são, a anulação das provas da operação Boi Barrica, envolvendo Fernando Sarney, filho de José Sarney; e o aumento estratosférico da verba de gabinete da Assembleia Legislativa do Amapá, que passou em menos de 12 meses de R$ 15 mil para R$ 100 mil.

Como consequência do fato nacional, iniciaram-se vários atos contra à corrupção como o de Brasília, no dia 7 de setembro, a marcha contra a corrupção no Rio de Janeiro e em São Paulo e o lançamento do manifesto da CNBB chamando a sociedade à mobilização para barrar a corrupção.
No contexto desta ações ocorrerá um ato público no dia 5 de outubro, dia de criação do estado do Amapá, às 8h, em frente à Assembleia Legislativa, com a finalidade de pressionar os poderes, especialmente a AL, a reduzir o valor da verba indenizatória e tornar público seus gastos, e o Ministério Público para que assuma seu papel constitucional de fiscal da lei e atue de forma incisiva no combate à corrupção.
Paralelo a isso, alguns cidadãos entrarão na justiça com uma AÇÃO POPULAR contra o ato da mesa diretora que majorou o valor da verba indenizatória e serão colhidas assinaturas em um manifesto em apoio à ação popular e às ações do Ministério Público contra à corrupção.
“Quando o bem se cala, o mal se fortalece”
Movimento Mãos Limpas
Movimento de Combate à Corrupção Eleitoral
Movimento Estadual Contra à Corrupção

Um comentário em “Ato de repúdio contra o aumento abusivo das verbas de gabinete dos deputados do Amapá

  • outubro 5, 2011 em 10:11 am
    Permalink

    Assembléia Legislativa do Amapá tratou de desarticular Movimento Mãos Limpas que faria manifestação em protesto contra as estratosféricas verbas de gabinete hoje. Um evento da AL deu lugar ao manifesto popular que ficou pequeno, mas que está colhendo assinaturas para processar os deputados e obriga-los a diminuir os !00 mil que retiram todo mês.

    Resposta

Deixe uma resposta