Jornalista e filho faziam parte da folhinha da Assembleia Legislativa, diz blogueiro

Heverson Castro

Numa das páginas do  extenso relatório da “Operação Mãos Limpas” da Polícia Federal, deflagrada no dia 10 de setembro de 2010, há relatos de inúmeras regularidades e malfeitos na Assembleia Legislativa do Amapá (ALEAP), envolvendo relações de nepotismo e vínculos maternais, ou seja, casos em que tanto mãe quanto o filho constavam como servidores da Assembleia. 

Os peritos observaram a existência de conchavos políticos entre deputados e membros da imprensa, que em tese eram nomeados junto com parentes em troca do silêncio político.
A prática de nomear jornalistas ou parentes na Assembleia Legislativa continua sendo comun na gestão atual. Diante da falta de transparência, o Ministério Público até o presente momento não conseguiu ter acesso ao número de funcionários efetivos, comissionados e assessores da ALEAP.
Numa das passagens do relatório da PF que trata da relação promíscua de nepotismo, verificou-se que fíguras públicas até então tratadas como exemplo de “moralismo” na imprensa,  também foram beneficiadas pelo esquema da “folhinha”.
A jornalista e blogueira Alcinea Maria Cavalcante Costa (http://www.alcinea.com/) foi servidora da Assembleia Legislativa nos anos de 2007, 2008 e 2009, junto com o filho Marcio Harley Cavalcante Costa como aponta o relatório da PF.
Matéria completa no link abaixo:


Blog do Heverson Castro: Operação Mãos Limpas: Jornalista e filho faziam parte da folhinha da Assembleia Legislativa
.

Um comentário em “Jornalista e filho faziam parte da folhinha da Assembleia Legislativa, diz blogueiro

  • maio 3, 2012 em 10:09 am
    Permalink

    Chico, camarada, eu o admiro pelo fato de não se deixar envolver pelo fato de algumas ovelhas negras vestirem a roupagem de “jornalistas” para usufruirem de um poder podre !
    Abraço.

    Resposta

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: