Banda larga: um engôdo Federal no Amapá

Depois de ser ludibriado por todas as operadoras de telefonia celular, Oi, Vivo, Tim e Claro com promessas de conexão inexistentes no Amapá, contratei um plano de internet de uma operadora local de 330k a R$ 130, mas estou tendo problemas de velocidade e estabilidade.

Incrível como não há fiscalização, nem da Anatel, Ministério Público, nem dos órgão de defesa do consumidor por esta escancarada propaganda enganosa na TV que induz a população ao erro e a comprar o que oferecem e NÃO cumprem.

Pra quem apelar? Pro governo Federal? Este nos prometeu banda larga a preço nacional ou seja, R$40 ainda em abril de 2012 que já se foi. No Amapá, continuamos pagando trez vezes mais por uma internet 4 vezes mais lenta que a do PNBL. Até quando? Minha última esperança é que a Oi cumpra os prazos acordados com o governo do Estado e que até dezembro tenhamos internet decente em casa e no nosso trabalho.

Deixe uma resposta