Venda do iPad começa à meia-noite desta quinta-feira

Google Imagens

O novo iPad, da Apple, começa a ser vendido no Brasil à meia-noite, pela internet, e chega às lojas amanhã. Em alguns casos, a nova versão chegará mais barata ao consumidor do que nos últimos lançamentos do tablet.

A TIM, primeira operadora a comercializar o aparelho no país, vai oferecer modelos a partir de R$ 1.560, pelo menos R$ 99 a menos que a geração anterior do tablet em seu lançamento, em maio de 2011, a partir de R$ 1.659.

A versão mais barata do aparelho, de 16 GB, tem tecnologia Wi-Fi e 3G, mas não inclui o plano de dados da operadora. O modelo de 64 GB sai por R$ 2.249 à vista, também sem plano.

As vendas começam amanhã nas lojas da TIM em todo o país. As operadores Oi e Vivo não informaram se oferecerão o produto. A Claro diz que já está em negociação para comercializar o novo iPad.

No site oficial da Apple e em algumas lojas virtuais, as vendas começam a partir do primeiro minuto da sexta. Fnac, Saraiva, Walmart, iPlace e Submarino são algumas das redes que iniciam a comercialização à meia-noite.

Não haverá esquema especial de abertura de lojas físicas durante a madrugada, como ocorreu em outros lançamentos –apenas algumas unidades das redes Fnac e iPlace abrirão uma hora mais cedo amanhã, às 9h. A Apple também não fará evento oficial de lançamento.


MAIS NITIDEZ

A terceira geração do tablet tem como principal trunfo a tela “retina display”, de alta definição. Em comparação com o iPad 2, o modelo atual tem o quádruplo de pixels por polegada –o que garante imagens mais nítidas.

Aplicativos como o iPhoto, de gerenciamento de fotografias, e iMove, de edição de filmes, tiram especial proveito da alta resolução de tela.

A câmera, agora com 5 Mpixels, grava vídeos em alta definição. Outra novidade é o processador do dispositivo que, segundo a Apple, processa imagens de maneira duas vezes mais eficiente que o chip presente no iPad 2.

As mudanças fizeram com o que o tablet ficasse ligeiramente mais grosso e pesado.

Outro porém do novo iPad é a tecnologia 4G, que não será oferecida a consumidores brasileiros. Quando a frequência estiver em funcionamento –a previsão é 2013–, não haverá compatibilidade.

O novo iPad chega ao país pouco mais de dois meses após o início das vendas nos EUA –a primeira versão do tablet, lançada em 2010, só começou a ser vendida no Brasil oito meses depois.

 

Jornal Floripa

Deixe uma resposta