O Facebook fechou praticamente estável na sua estreia na Nasdaq, a Bolsa de Valores Eletrônica de Nova York. A alta de apenas 0,6% foi descrita como um fiasco por muitos investidores e analistas, em um resultado inesperado tanto no Silicon Valley como em Wall Street.

No fim, mesmo com a queda, o Facebook bateu o recorde em volume negociado na Bolsa de Valores depois de um IPO (oferta inicial de ações), com 515 milhões de ações mudando de mãos ao longo do dia.

Pouco depois das 11 horas da manhã, bem depois de Mark Zuckerberg ter tocado o sino simbólico para marcar o início do pregão em cerimônia na sede do Facebook na Califórnia, a ação começou a ser negociada em US$ 43. Esse número estava dentro das previsões da maior parte dos analistas, que esperavam uma valorização entre 10% e 50%.

Bancos responsáveis pelo IPO, como o Morgan Stanley, segundo analistas, defenderam o preço de US$ 38 para que o Facebook não fechasse negativo logo em seu primeiro dia. No fim, a ação terminou o dia valendo US$ 38,23.

Performance

Comparada a outras empresas de tecnologia que realizaram IPOs recentes, o pregão inicial do Facebook foi o pior. O Linkedin mais do que dobrou o seu valor no primeiro dia, enquanto o Groupon subiu 31% e a Pandora, 11%.

Para completar o dia de decepção com as ações de tecnologia, a Zynga, que produz aplicativos e jogos para o Facebook, viu os negócios de suas ações serem interrompidos duas vezes porque a queda ultrapassava os 10%. A Nasdaq, onde são negociadas a maior parte das ações de tecnologia, fechou em queda de 1,24%. O índice Dow Jones, que mede a variação de algumas das principais ações da Bolsa de Valores de Nova York, caiu pelo quinto dia seguido.

viaAção do Facebook decepciona na estreia | Economia – Correio do Estado.