ONU confirma que mortes passam de 90 e condena massacre na Síria

O líder da missão de observadores das Nações Unidas na Síria, general Robert Mood, confirmou hoje (26) que mais de 90 pessoas foram mortas na cidade de Houla, na província de Homs.

O general Mood disse à BBC que uma de suas equipes de monitoramento contou os corpos de 32 crianças com idades abaixo de 10 anos entre os mortos. Ele afirmou que as mortes foram “indiscriminadas e imperdoáveis” e disse que quem quer que seja o autor deverá ser responsabilizado.

O ataque de ontem (25) é considerado um dos mais sangrentos desde o início da revolta contra o governo do presidente sírio, Bashar Al Assad, em março do ano passado.

As mortes provocaram reações de diversos países. O ministro de Relações Exteriores da Grã-Bretanha, William Hague, disse que irá buscar uma forte resposta internacional a esse “crime espantoso” e pedir uma sessão urgente do Conselho de Segurança da ONU nos próximos dias.
A França e a Liga Árabe também condenaram o massacre. O ministro do Exterior da França, Laurent Fabius, disse que está tomando providências para a realização em Paris de uma reunião dos Amigos da Síria.

viaONU confirma que mortes passam de 90 e condena massacre na Síria | Brasil/Mundo – Correio do Estado.

Deixe uma resposta