Roberto Góes e a veiculação de propaganda enganosa

A Prefeitura Municipal de Macapá (PMM) vem fazendo veiculação de propaganda enganosa no rádio e na televisão acerca de projetos habitacionais. Na semana passada, a prefeitura fez com que mais de cinco mil pessoas madrugassem em órgãos do município para fazer inscrição em projetos que sequer saíram do papel e nem serão iniciados dentro do atual mandato do prefeito Roberto Góes (PDT).

A propaganda sugere que o prefeito entregará moradias para mais de 3.600 famílias. Nada disso é verdade. Um levantamento feito pela Folha do Estado permite assegurar que nenhuma unidade habitacional com participação da prefeitura será entregue na atual gestão do prefeito Roberto Góes. Com o mandato chegando ao fim em 31 de dezembro deste ano, Roberto Góes quer “beneficiar” mais de 4.300 famílias, uma população maior do que a do município de Itaubal.

Editor (Folha do Estado)
Clique na imagem para ampliar
Célio Lopes: Caixa Econômica não autoriza construção em áreas sob litígio

Roberto Góes anuncia em sua publicidade institucional, paga com o dinheiro do contribuinte, que construirá 2.140 residências para famílias carentes numa área de terras pertencente ao empresário José de Matos Costa, o Zelito, próximo ao Conjunto Hospital de Base, zona sul de Macapá. O projeto chegou a ser encaminhado pela prefeitura à Caixa Econômica Federal (CEF), mas foi devolvido por apresentar inconsistências. Além disso, a área é objeto de disputa judicial entre a PMM e o empresário, que não concorda com o depósito de pouco mais de R$ 194 mil feitos em juízo pelo município.(Folha do Amapá)

 

Deixe uma resposta