Eleutério Guevane 

As Nações Unidas celebram nesta sexta, 15 de junho, o Dia Mundial da Conscientização contra a Violência à Pessoa Idosa.

Situação de abandono de idoso é recorrente no mundo

De acordo com a Organização Mundial da Saúde, OMS, entre 4% e 6% das pessoas idosas em todo o mundo já foram vítimas de alguma forma de abuso. As agressões podem ter caráter físico, emocional ou financeiro.

Em mensagem, o secretário-geral da ONU disse que a primeira celebração da data ocorre em uma época em que “as pessoas vivem mais”, e pede que os cuidados ao grupo sejam “revigorados”.

Ban Ki-moon cita pesquisas que indicam que a negligência, o abuso e a violência contra idosos, tanto nos lares como em instituições, são maiores do que indicam os números.

O secretário-geral considera os atos “um ataque inaceitável à dignidade e aos direitos humanos” e lembra que as preocupações com o aumento do fenômeno levaram a Assembleia Geral a criar a data.

Ban pediu união para que sejam reafirmados os direitos humanos da pessoa idosa e lançou um apelo aos governos para a criação de estratégias mais eficazes de prevenção da violência contra idosos.