Macapá, 26/06/2012 – Nesta segunda, 25, iniciou no Amapá o mais ousado projeto de habitação de toda a sua história”, assegurou a deputada Janete Capiberibe (PSB/AP) quando participava da solenidade de início das obras do conjunto residencial Macapaba, na Zona Norte de Macapá. O entusiasmo da deputada socialista tem justificativa: vai reduzir o imenso é o déficit habitacional do estado, estimado em torno de 50 mil moradias; são famílias que vivem precariamente em casas alugadas, casas de parentes, toscas moradias nas baixadas em locais insalubres ou em palafitas.

O residencial Macapaba vai oferecer habitação de qualidade para 4.366 famílias; pelo menos 18 mil pessoas vão, finalmente, realizar o sonho de ter um teto próprio para morar. Metade dessas unidades habitacionais será entregue em dezembro de 2013. São conjuntos de casas e prédios de apartamentos construídos pelo governo do Estado em parceria com o projeto Minha Casa, Minha Vida, do governo federal. Todos os recursos já estão garantidos. O investimento é de R$ 135 milhões.

Os recursos são do PAC 2, com contrapartida do governo do Amapá, a quem caberá a responsabilidade de urbanizar a área do conjunto, dotando-o de toda a infraestrutura necessária, como saneamento, água, energia elétrica, segurança, educação, abastecimento e saúde – o que quer dizer escolas, unidades de saúde, destacamento policial, feiras e outros aparelhos públicos.

“E o PAC 1, para onde foi?” Essa é uma boa pergunta que a deputada Janete responde indignada: “Os recursos do PAC 1, destinados para habitação no Amapá, perderam-se pelo ralo da má gestão, e quem está pagando por isso é a população”. E arrematou: “Mas não foram só recursos do PAC 1 que o Amapá perdeu na malfadada administração que governou este Estado por 8 anos seguidos. Dezenas de recursos de emendas parlamentares retornaram por falta de aplicação, como se a gente aqui nadasse em dinheiro; várias creches-escolas deixaram de ser construídas pela prefeitura de Macapá com os recursos que em consegui através de emendas parlamentares no orçamento da União” lamenta a deputada.

Texto: Euclides Moraes

Gabinete da deputada federal Janete Capiberibe (PSB/AP)