Brasil, Notícias, Política

Por unanimidade, CCJ aprova parecer sobre relatório contra Demóstenes Torres

Foto: Arquivo O Globo

Os membros da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado aprovaram, nesta quarta-feira (4), o parecer do senador Pedro Taques (PDT-MT). Ele avaliou que o relatório do senador Humberto Costa (PT-PE), recomendando a cassação de Demóstenes Torres (Sem partido-GO), seguiu todos os ditames legais, regimentais e constitucionais. Com isso, agora os senadores julgarão o destino de Demóstenes no plenário da casa na próxima quarta-feira (11).

A decisão foi unânime, contando com o apoio dos 22 parlamentares presentes. O advogado de Demóstenes Torres, Antonio Carlos de Almeida, o Kakay, se pronunciou antes da votação, que foi aberta e nominal.

No plenário, a maioria simples (41 dos 81 senadores)definirá se Torres perderá ou não seu mandato, por conta de seu envolvimento com a quadrilha do contraventor Carlinhos Cachoeira. Apesar de não assumir publicamente, a defesa conta com a votação no plenário, que é secreta, para reverter a tendência de condenação, mostrada agora pelos parlamentares.

A senadora Marta Suplicy (PT-SP) adotou um tom duro contra o colega indiciado. Para ela, Demóstenes o tempo todo tentou enganar e manipular o Congresso, o que teria sido “uma surpresa gigantesca”:

“É uma pessoa com duas personalidades, com a capacidade de mentir, de enganar e de manipular. Ontem (3), fez um discurso apelando ao coração dos senadores. É uma tentativa de comoção pela vitimação”, avaliou.

Marta ainda afirmou que o senador sabia “das atividades ilícitas” de Cachoeira e chegou a ser “um braço legislativo” da quadrilha.

“Demóstenes não tem lugar nesta casa”, disse ela, ao fim de seu aparte.

Diversos parlamentares reconheceram a admiração que nutriam por Demóstenes e elogiaram os trabalhos de Humberto Costa e Pedro Taques ao avaliarem a questão. Foi o caso do também petista Jorge Viana (AC)

“Não encontrei aqui alguém que me passasse mais competência a lidar com o regimento e as matérias constitucionais que o senador Demóstenes. O senador Humberto Costa desde o início tomou todos os cuidados, dedicou seu mandato durante o período e fez um relatório muito elogiado por todos”, lembrou.

Magno Malta (PR-ES), um dos senadores que inicialmente manifestaram apoio a Demóstenes, se defendeu. Ele comparou a situação no Congresso a um acidente de trânsito:

“Quando você vê um acidente, você socorre o motorista, não pergunta se ele está preso. Não é porque você socorreu um motorista bêbado no primeiro momento, que não concorda com uma punição a ele”, argumentou.

“Cassamos um senador porque mentiu sobre a questão do TRT. O ACM, presidente do Senado, renunciou para não ser cassado. O mesmo aconteceu com Arruda, com Jader Barbalho, que também era presidente desta casa. Ali, na outra comissão está outro Senado, composto até mesmo por alguns que estão aqui hoje. A CPI está uma indecência, é uma coisa hipócrita”.O gaúcho Pedro Simon (PMDB) fez uma longa explanação sobre o atual estado de coisas no Congresso Nacional. Ele afirmou que se orgulhava daquela casa que havia aprovado por unanimidade no Conselho de Ética e também o que estava presente à reunião da CCJ.

“Há dois Senados”, afirma Pedro Simon

O gaúcho Pedro Simon (PMDB) fez uma longa explanação sobre o atual estado de coisas no Congresso Nacional. Ele afirmou que se orgulhava daquela casa que havia aprovado por unanimidade no Conselho de Ética e também o que estava presente à reunião da CCJ.

“Cassamos um senador porque mentiu sobre a questão do TRT. O ACM, presidente do Senado, renunciou para não ser cassado. O mesmo aconteceu com Arruda, com Jader Barbalho, que também era presidente desta casa. Ali, na outra comissão está outro Senado, composto até mesmo por alguns que estão aqui hoje. A CPI está uma indecência, é uma coisa hipócrita”.

Via Jornal do Brasil

Sobre Chico Terra

A la Glauber Rocha, o genial visionário do Cinema Novo que tinha uma câmera na mão e uma idéia na cabeça, Chico Terra tinha há 14 anos um velho computador, uma câmera fotográfica e uma inquietação invulgar, que o ofício de músico não dava conta de sossegar. Chico, é preciso esclarecer, é observador de esquina, desses que repara imagens, muitas imagens, em fração de segundos. Tornou, por isso, o passatempo de fotógrafo – cultivado em Minas Gerais desde os anos 1970, quando ainda era operário da Fiat – em profissão. Pois não é que o Chico operário-fotógrafo-músico, decidiu virar, desculpem o palavrão, webdesigner. Desenhou e pôs no ar, em 11 de novembro de 2000, o Amapá Busca. Desde então, eremita na mesmíssima casa onde nasceu e à qual voltou após a longa temporada mineira, Chico divide atenção entre sobreviver sem o conforto de bens materiais e prestar inestimável serviço à cultura do Amapá. Pelo sítio de Chico, já passaram seguramente todos os músicos amapaenses – a quem dedica admirável amizade e intransigente defesa. Já passaram, também, por conta dessa fidelidade, manifestações indignadas contra gente que, vendo artista com vassalo, insiste em relegar a democratização da cultura ao segundo plano ou a reservar o primeiro plano a uns poucos protegidos. Amapaense da gema, Chico cria e encampa teses, reclama e elogia, exibe rico acervo fotográfico e dá voz, não raro sendo ele mesmo porta-voz, à divergência. Já deve ter sido confundido com ativista político submisso a alguma legenda, coisa que efetivamente nunca foi. Na verdade, Chico tem lado, não sabe ficar em cima do muro e opina muito, agradando a gregos e chateando a troianos. Num cantinho da casa que o seu Antonio Almeida construiu nos anos 1930, ao lado de uma janela que joga a luz da manhã no recinto, está o computador velho de guerra do múltiplo Chico. É ali que, quase sempre alta madrugada, em missão solitária, o operário-fotógrafo-músico-repórter senta para escrever, feliz, páginas de seu tempo. Vida longa, pois, Chico Terra! (Euclides Farias)

Discussão

Nenhum comentário ainda.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 12.180 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: