Amazônia, Brasil, Esporte, Notícias

Jogos no Meio do Mundo: começa a maior festa do esporte no Amapá

Começa neste domingo,15, os Jogos no Meio do Mundo, a maior festa do esporte amador no Amapá. O evento reunirá os melhores atletas do Estado e da Guiana Francesa, na faixa etária de 15 a 21 anos, com os olhos voltados para as Olimpíadas do Rio de Janeiro, em 2016.

Serão 17 modalidades esportivas que irão mexer com o amante do esporte, durante 10 dias de muita disputa, que tem o início neste domingo, 15, e término em 25 deste mês, sendo que, de 15 a 20 ocorrerão disputas das modalidades coletivas, masculino e feminino: Futebol de Campo, Futsal, Handebol, Voleibol e Basquetebol. Ficou determinado pela coordenação geral dos jogos, que as competições femininas ocorrerão sempre pela manhã, enquanto que as masculinas no turno da tarde.

Saiba os locais onde acontecerão os jogos conforme as modalidades esportivas

Futsal Feminino – Ginásio Poliesportivo do Trem Desportivo Clube.

Futsal Masculino – Ginásios do Trem e do Centro de Ensino Superior do Amapá (Ceap).

Futebol de Campo Feminino – Centro de Treinamento do Trem.

Futebol de Campo Masculino – Estádio Augusto Antunes.

Voleibol Masculino e Feminino – Ginásios da Polícia Militar e Avertino Ramos.

Basquetebol Masculino e Feminino – Quadra de Esportes do São José e Ginásio Avertino Ramos.

Handebol Masculino e Feminino – Ginásio Poliesportivo de Santana.

As modalidades esportivas individuais acontecerão no período de 21/07 a 25/07 nos seguintes locais:

Ciclismo (Prova de resistência) – Circuito do Curiaú e Ferreira Gomes.

Judô – Ginásio da Polícia Militar.

Karatê – Ginásio da Universidade do Estado do Amapá (Ueap).

Tênis de Mesa – Associação Cantumoris.

Badminton – Ginásio Avertino Ramos.

Xadrez – Monumento Marco Zero do Equador.

Voleibol de Areia – Arena da AABB.

Tiro Prático – Estande de tiros do 34º BIS (Exército).

A competição já começa neste domingo, 15, com os seguintes jogos, horário e local:

Futsal Feminino a partir das 8h30, no Ginásio do Trem; e Futsal Masculino a partir das 8h30, no Ginásio do Ceap.

Futebol Feminino a partir das 8h30, no CT do Trem Desportivo Clube; e Futebol Masculino a partir das 8h30, no Estádio Augusto Antunes.

Voleibol Feminino e Masculino a partir das 8h30, no Ginásio da Polícia Militar.

Basquetebol Feminino e Masculino a partir das 8h, na Quadra do São José.

Handebol Feminino e Masculino a partir das 8h30, no Ginásio de Santana.

Às 18h, no Ginásio Avertino Ramos (área interna), começa a cerimônia de abertura oficial dos Jogos no Meio do Mundo, com a presença de autoridades, delegações e público em geral.

Haverá momento cultural com apresentações de danças, desfile das equipes com execução dos hinos nacional Brasileiro e da França, acendimento da Pira Olímpica e os juramentos, do árbitro e do atleta. Após o encerramento das solenidades, começam os shows musicais das bandas Negro de Nós, de Macapá, e Rapazolla, de Salvador, em palco montado na área externa do Ginásio, na parte frontal que dá para a rua Cândido Mendes.

Rodolfo Santos/Sedel

Sobre Chico Terra

A la Glauber Rocha, o genial visionário do Cinema Novo que tinha uma câmera na mão e uma idéia na cabeça, Chico Terra tinha há 14 anos um velho computador, uma câmera fotográfica e uma inquietação invulgar, que o ofício de músico não dava conta de sossegar. Chico, é preciso esclarecer, é observador de esquina, desses que repara imagens, muitas imagens, em fração de segundos. Tornou, por isso, o passatempo de fotógrafo – cultivado em Minas Gerais desde os anos 1970, quando ainda era operário da Fiat – em profissão. Pois não é que o Chico operário-fotógrafo-músico, decidiu virar, desculpem o palavrão, webdesigner. Desenhou e pôs no ar, em 11 de novembro de 2000, o Amapá Busca. Desde então, eremita na mesmíssima casa onde nasceu e à qual voltou após a longa temporada mineira, Chico divide atenção entre sobreviver sem o conforto de bens materiais e prestar inestimável serviço à cultura do Amapá. Pelo sítio de Chico, já passaram seguramente todos os músicos amapaenses – a quem dedica admirável amizade e intransigente defesa. Já passaram, também, por conta dessa fidelidade, manifestações indignadas contra gente que, vendo artista com vassalo, insiste em relegar a democratização da cultura ao segundo plano ou a reservar o primeiro plano a uns poucos protegidos. Amapaense da gema, Chico cria e encampa teses, reclama e elogia, exibe rico acervo fotográfico e dá voz, não raro sendo ele mesmo porta-voz, à divergência. Já deve ter sido confundido com ativista político submisso a alguma legenda, coisa que efetivamente nunca foi. Na verdade, Chico tem lado, não sabe ficar em cima do muro e opina muito, agradando a gregos e chateando a troianos. Num cantinho da casa que o seu Antonio Almeida construiu nos anos 1930, ao lado de uma janela que joga a luz da manhã no recinto, está o computador velho de guerra do múltiplo Chico. É ali que, quase sempre alta madrugada, em missão solitária, o operário-fotógrafo-músico-repórter senta para escrever, feliz, páginas de seu tempo. Vida longa, pois, Chico Terra! (Euclides Farias)

Discussão

Nenhum comentário ainda.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 12.278 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: