Saiba como seguir as aventuras do robot Curiosity na superfície de Marte através das redes sociais.

Esta madrugada foi passada em claro por muitos entusiastas da ciência (e não só). A “culpa” foi da mais recente missão da NASA ao planeta vermelho, que tinha por objetivo conseguir fazer chegar a Marte o robot Curiosity nas primeiras horas desta segunda-feira, naquela que seria a aterragem (amartagem?) mais complicada de que há memória.

Passados os “sete minutos de terror” da entrada em Marte do explorador Curiosity, seguiu-se a espera pela confirmação de que tudo correra bem. Quando esta chegou, um novo passo rumo à descoberta da história do sistema solar foi dado e o mundo respirou de alívio e celebrou.

Mas esta aventura espacial não começou esta madrugada, como é óbvio. O Curiosity estava já há largos meses a caminho de Marte e ia dando sinais de vida… nas redes sociais. A conta do Facebook desta missão, por exemplo, já conta com 120 mil fãs (e o número não pára de crescer) e é por lá que o Curiosity “comunica” com a Terra. As novidades são dadas na primeira pessoa e sempre com algum humor à mistura, para chamar a atenção dos internautas mais distraídos.

A estratégia parece ter surtido efeito, com as publicações das últimas semanas a serem sempre bastante “concorridas”, amealhando centenas de “gostos” e dezenas de comentários. Nos últimos dias, no entanto, e como seria de esperar, mais pessoas começaram a prestar atenção ao que era dito pelo “Curiosity”, acompanhando a “countdown” com milhares de gostos e centenas de mensagens de apoio.

O robot-laboratório também está no Twitter, onde já publicou mais de mil twits, também na primeira pessoa. “Antes foi um pequeno passo. Agora são seis grandes rodas”, brinca, a relembrar a célebre frase utilizada aquando da chegada do Homem à Lua. No serviço de microblogging, o Curiosity já acumula mais de 570 mil fãs.

Via Nós na rde