Clécio reúne com direção da Caixa para obter informações sobre PMM

O prefeito eleito de Macapá, Clécio Luís, reuniu nesta quarta-feira (31) com a direção da Caixa Econômica Federal no Amapá. Em jantar no restaurante Estaleiro, Clécio pode ouvir relatos sobre a situação dos contratos e convênios da PMM firmados com a Caixa. A superintendente Celeste Teixeira colocou sua equipe a disposição do novo gestor, para ajudar o município a solucionar pendências que impedem a liberação de recursos para as mais diversas áreas da administração municipal.

A partir de agora a Caixa terá em seus quadros um técnico especializado em acompanhar os municípios. Em Macapá, a tarefa coube a Ângela Merícia, técnica da Caixa exclusiva para contratos da PMM. Para Celeste, é importante desfazer a ideia de que os recursos federais são inatingíveis e seu acesso excessivamente burocrático. Para ela, os municípios precisam sim modernizar a gestão e capacitar seu corpo técnico para elaborar projetos compatíveis com as exigências dos ministérios.

Como exemplo, há na Caixa, desde 2005, R$ 143 mil mais rendimentos para construção de paradas de ônibus, que não são acessados pela PMM. Há também pelo menos duas linhas de financiamentos – Pmat e Pnafm, para modernização da gestão e capacitação da equipe técnica, que podem auxiliar o município a melhorar sua capacidade de acessar esses recursos. Essas linhas de financiamento também não têm sido acessadas pela atual gestão.

Na ocasião, Clécio também obteve a informação de que a PMM terá que devolver mais de R$ 1 milhão aos cofres da União, porque a obra da Central de Abastecimento, construída com recursos do Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento, teve seu objeto desviado, transformado em Subprefeitura da Zona Norte. Houve uma solicitação formal da PMM para encerramento do contrato e devolução do dinheiro. A intenção de Clécio é reverter a situação e manter o objeto original do contrato.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: