Corredor Verde: Prefeitura inicia projeto de urbanização de Macapá

artistas garantiram a diverso da garotada
artistas garantiram a diverso da garotada

A Prefeitura Municipal de Macapá (PMM) iniciou, nesta quinta-feira, 31, a primeira etapa de urbanização da cidade com o projeto Corredor Verde. A iniciativa consiste na plantação de árvores ornamentais pela cidade, de forma planejada, que garantirá o paisagismo, buscando estimular a criação e a recuperação de áreas verdes. O Projeto foi lançado pelo vice-prefeito Allan Sales, que representou o prefeito Clécio Luis, no Parque dos Buritis, atrás da Escola Estadual Antônio de Lima Neto, bairro Infraero II.

O Projeto é executado pela Secretaria Municipal de Meio Ambiente (Semam), com o envolvimento de moradores de cada comunidade e Subprefeitura Zona Norte. Nesta primeira etapa foram plantadas 14 árvores ornamentais das espécies Uicizeiro, Ipê e Alvineira. De acordo com o titular da Semam, Luiz Fernando Souza, até o final de fevereiro de 2012 o bairro Infraero II receberá o plantio de cerca de 70 árvores.

“Começamos pelos bairros mais afastados, mas nosso objetivo é urbanizar toda a cidade. Temos o apoio do prefeito Clécio Luís e trabalharemos para que nossa Macapá seja totalmente arborizada e urbanizada”, destacou o secretário.

Comunidade e poder público

O titular da Semam disse ainda que a parceria com as escolas de Macapá é essencial para o sucesso do plano de urbanização da cidade. Cerca de 300 pessoas, em sua maioria estudantes, participaram da ação no Infraero II.

“O Corredor Verde tem o objetivo de urbanizar, juntamente com as escolas de Macapá, a nossa capital. A conscientização ambiental da classe estudantil é fundamental para que tenhamos êxito. É fundamental que as crianças e jovens entendam a importância da coleta de lixo e que se retome a natureza da cidade, tão suprimida pelas invasões ao longo dos anos, que resultou nos novos bairros”, pontuou Luiz Fernando Souza.

Reconhecimento do cidadão

A presidente da Associação de Moradores do Infraero II, Gerusa Mourão, elogiou a iniciativa da PMM.

“Essa medida é muito positiva, pois sofremos muito com o calor. Macapá é muito quente, principalmente em áreas que não possuem arborização, como o Infraero II. Essa ação atende uma antiga reivindicação nossa e agradecemos ao prefeito Clécio Luís pela iniciativa”, frisou Gerusa Mourão.

Segundo o vice-prefeito, a urbanização de Macapá é uma das metas do prefeito Clécio Luís. Allan Sales ressaltou que a parceria com a comunidade é importante neste processo.

“A educação ambiental é fundamental para os jovens tomarem consciência da preservação da natureza e nos ajudarem na urbanização da cidade. Estamos muito felizes por iniciar este projeto, pois a arborização é essencial para nossa cidade e população. Na nossa gestão, trabalharemos em prol do meio ambiente e, consequentemente, da melhoria da qualidade de vida dos cidadãos de Macapá”, avaliou o vice-prefeito.

Cortejo Encantado: teatro, música, dança e interação a comunidade

A ação da Semam contou com um Cortejo Encantado, promovido pela Fundação Municipal de Cultura (Fumcult). A atividade consistiu em um carro som e artistas caracterizados que proporcionaram teatro, música, dança e interação com a comunidade do Infraero II. A manifestação faz parte das festividades dos 255 anos de Macapá,

“Os cortejos teatrais remontam a arte mambembe, ou seja, a origem do teatro de rua. Essas manifestações artísticas são sempre muito bem vindas, pois fazem com que as pessoas saiam da letargia e se movimentem. A prova disso são as crianças da Escola Antônio de Lima Neto, que participaram desta programação e interagiram com os artistas. É preciso que a gente envolva os alunos na urbanização do bairro e, junto com isso, a cultura, que é motivador da subjetividade humana”, ponderou a titular da Fumcult, Márcia Corrêa.

Elton Tavares – Asscom PMM

Deixe uma resposta