PMM limpa áreas de ressacas e garante educação para preservar o meio ambiente

As ações emergenciais previstas no Plano dos 100 Dias da Prefeitura de Macapá continuaram neste sábado, 06, com a limpeza das áreas de ressaca da Rua Maranhão, no bairro Cidade Nova. Máquinas deram o suporte aos trabalhadores, que capinaram, retiraram lixo e entulhos de dentro da água e deram orientações para moradores do local, que se surpreenderam com a ação. O prefeito Clécio Luís, os vereadores Antônio Grilo, André Lima e Rocha do Sucatão, além do senador João Capiberibe, acompanharam os serviços e conversaram com os moradores.

“Faço sempre limpeza, mas tem morador que não tem essa consciência. Moro aqui há 17 anos e esse costume de jogar lixo começou com uma caçamba que jogou um monte de entulho. Esse trabalho que a prefeitura está fazendo é muito bom e precisa continuar, mas todos nós temos de fazer nossa parte e não sujar”, disse a dona de casa, Maria Helena Nunes da Silva. O batedor de açaí Raimundo Figueiredo, 57 anos, disse que nunca tinha visto a prefeitura ter entrado na área para fazer limpeza. “O prefeito está começando bem, espero que continue assim”.

O prefeito Clécio Luís visitou as casas e, junto com os educadores ambientais, pediu a colaboração dos moradores para manterem a área limpa. “Preciso da ajuda de todos. Manter limpa a área é benéfico para todos, principalmente para quem mora aqui. Podemos evitar muitas doenças e preservar o meio em que vivemos”, disse o prefeito.

A moradora Rosinete das Neves ficou surpresa ao ver autoridades no local. “É difícil político aparecer aqui. Eles esquecem a gente depois da eleição, estamos gostando da presença do prefeito, ele está começando bem, trabalhando sem esquecer do povo”, comentou.

De acordo com o supervisor da equipe de educadores ambientais da Semur, Wesley Santos, em média foram visitadas 220 casas. Eles orientaram os moradores sobre as questões ambientais e os problemas que a sujeira acarreta para a saúde e meio ambiente. “Passamos de casa em casa avisamos sobre o horário da coleta de lixo, distribuímos informativos e conversamos com os moradores. Esse trabalho é de sensibilização, para que todos percebam que, se cada um fizer a sua parte, todos ganham”, informou.

A estratégia de limpar e educar deu certo. Muitos moradores se colocaram à disposição da Prefeitura. Elry Silva e sua vizinha Rose Correa conversaram com o prefeito e se comprometeram em ajudar a fiscalizar, se a PMM continuar o trabalho depois da limpeza. Elas querem impedir que voltem a jogar lixo no local. “Meu filho já pegou dengue por causa de lixo acumulado. Vamos ajudar a prefeitura a fiscalizar e evitar descuido de vizinhos”, falou Elry.

O titular da Secretaria de Manutenção Urbanística (Semur), José Mont’Alverne, explicou que, para este serviço, foi necessário o uso de três caçambas, uma retroescavadeira, caminhão de entulho, além de 60 profissionais da limpeza, 25 educadores ambientais e mais 20 servidores da prefeitura. “A situação deste local é critica, levaremos dois dias para fazer toda a limpeza, a próxima área será a do Zerão, que receberá a nossa equipe”, informou.

Pérola Pedrosa – Asscom PMM

Deixe uma resposta

WhatsApp chat