Ministério do Meio Ambiente vai doar acervo de arte a museus brasileiros

Flávia Villela

O quadro A Primeira Missa do Brasil, do mesmo autor, foi comprada pelo Ministério da Cultura por R$ 5 milhões de um colecionador particular no ano passado, antes de ser doada ao Museu de Belas Artes.
O quadro A Primeira Missa do Brasil, do mesmo autor, foi comprada pelo Ministério da Cultura por R$ 5 milhões de um colecionador particular no ano passado, antes de ser doada ao Museu de Belas Artes.

Todas as obras de arte do acervo do Ministério do Meio Ambiente serão doadas a museus brasileiros. O anúncio foi feito hoje (20) pela ministra Izabella Teixeira, na inauguração das exposições Portinari e os Painéis da Capela Mayrink e Quando o Brasil Amanhecia, no Museu Nacional de Belas Artes no Rio de Janeiro, com obras doadas pelo Instituto Chico Mendes e pelo Ministério da Cultura.

Estamos inventariando todo o nosso acervo de obras de arte, adquirido no passado, e optamos pela doação para que isso fique público e possa ser emprestado para outros museus”. A ministra disse que espera encontrar outras obras de valor no acervo para ajudar a constituir os acervos dos museus, e melhorá-los, de modo que o povo brasileiro “possa ter acesso a essa cultura que é única e maravilhosa”.

A ministra da Cultura, Marta Suplicy, também participou do evento e disse que as doações fazem parte de um movimento para democratizar ainda mais o acesso a obras importantes da cultura brasileira. Ela anunciou que sua pasta iniciou o processo de digitalização das obras de arte brasileiras dos museus públicos do país. “Para as pessoas que não possam se locomover para outros estados”, informou.

Marta elogiou a iniciativa do museu de expor em um mesmo espaço as duas telas Primeira Missa do Brasil pintadas por Vítor Meireles em 1860 e por Cândido Portinari em 1948, esta última, doada pelo Ministério da Cultura. “Colocar as duas grandes obras lado a lado possibilita a compreensão da arte em diferentes séculos, como também o resgate da primeira [missa celebrada] em solo brasileiro”.

As quatro obras de Portinari doadas pelo Ministério do Meio Ambiente têm valor estimado em R$ 12 milhões. O quadro A Primeira Missa do Brasil, do mesmo autor, foi comprada pelo Ministério da Cultura por R$ 5 milhões de um colecionador particular no ano passado, antes de ser doada ao Museu de Belas Artes.

Edição: Tereza Barbosa

Agência Brasil

Deixe uma resposta