mulher decapitadaAlguns usuários do Facebook estão sendo surpreendidos com um vídeo de uma mulher, aparentemente mexicana, sendo decapitada por bandidos. As imagens fortes já tiveram mais de 5 mil compartilhamentos e, pelo menos a princípio, não serão barradas pelo site.

Caso esta medida se confirme, o Facebook estará infringindo suas próprias normas. Ao aceitar os termos de uso da rede social, o usuário se compromete a não postar conteúdos que sejam “discursos de ódio, ameaçadores ou pornográficos; que incitem violência; que contenham nudez, violência gráfica ou gratuita”. A empresa se compromete a remover este tipo de conteúdo caso ache necessário.

O Facebook possui um controle do tipo de material que os usuários postam, mas de acordo com o G1 decidiu manter o vídeo já que as pessoas o estão compartilhando como forma de protesto, segundo comentou um representante da rede social.

Não é a primeira vez que a rede deixa viralizar dentro de sua plataforma algum conteúdo ilegal. Em março, um vídeo de uma garota menor de idade sendo molestada ficou pelo menos oito horas no ar e teve 32 mil compartilhamentos.

Fonte: Olhar Digital