Pela primeira vez, STF manda prender deputado condenado por corrupção

Para juristas, o caso serve de termômetro com relação ao comportamento do STF no caso dos quatro parlamentares condenados à prisão no julgamento do mensalão.

Para juristas, o caso serve de termômetro com relação ao comportamento do STF no caso dos quatro parlamentares condenados à prisão no julgamento do mensalão. Foto: Reprodução
Para juristas, o caso serve de termômetro com relação ao comportamento do STF no caso dos quatro parlamentares condenados à prisão no julgamento do mensalão. Foto: Reprodução

O STF (Supremo Tribunal Federal) manteve nesta quarta-feira (26) a condenação do deputado federal Natan Donadon (PMDB-RO), por 8 votos a 1, e pediu que fosse expedido um mandado de prisão contra o réu. Em 2010 a corte o condenou a 13 anos e quatro meses de prisão por formação de quadrilha e peculato. Donadon é acusado de participação em desvio de cerca de R$ 8 milhões da Assembleia Legislativa de Rondônia em simulação de contratos de publicidade.  Ele é o primeiro parlamentar condenado à prisão desde a Constituição de 1988.

Para juristas, o caso serve de termômetro com relação ao comportamento do STF no caso dos quatro parlamentares condenados à prisão no julgamento do mensalão.

O julgamento se deu num momento em que o Congresso e a Justiça adotam uma agenda ‘positiva’, após manifestações que entre outras pautas pedem o combate à corrupção se espalharem pelo país.

Procurada pela reportagem, a assessoria de imprensa do deputado não foi localizada. A assessoria da presidência da Câmara informou que ainda está definindo quais medidas serão tomadas.

Tribuna Hoje

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: