Diocese de Macapá homenageia Dom João Risatti pela passagem de dez anos de falecimento

“Por dez anos também ele foi bispo desta Diocese de Macapá. Coube a mim suceder-lhe neste serviço. Somos “operários” do reino, felizes em doar nossas vidas por causa do Evangelho. Guardo boas lembranças de Dom João, de sua acolhida e atenção sobretudo nos encontros com os bispos do nosso Regional Norte II da CNBB”. Assim, o bispo de Macapá Dom Pedro José Conti inicia o convite ao clero, religiosos (as), leigos (as), todo o Povo de Deus a participar da Concelebração Eucarística dos dez anos de falecimento de Dom João Risatti, dia nove de setembro, às 19 horas, na Catedral de São José.

Dom João Risatti morreu vítima de enfarte, na manhã do dia 9 de setembro de 2003, na casa da família dele, em Molina, na Itália, onde se encontrava, após ter participado da profissão religiosa de uma irmã de sua Diocese. Iria completar 61 anos em dezembro do mesmo ano. De família muito católica Dom João ingressou no Seminário de Trento e em 1964 passou para o PIME (Pontifício Instituto das Missões Exteriores), para realizar o sonho de ser missionário pelo mundo afora.

Ordenado em 1968 dedicou seus primeiros quatro anos de sacerdócio ao Seminário de formação de aspirantes missionários, em Vigarolo, na Itália. Destinado ao Brasil, em 1972 chegou a Parintins, estado do Amazonas, como coadjutor da paróquia Sagrado Coração, da qual se tornou pároco. No ano seguinte, assumiu plenamente o governo da Diocese de Parintins e, por cinco anos, caracterizou sua presença pelas viagens ao longo do rio Amazonas, visitando a imensa diocese com sua voadeira.

Em sete de março de 1993 Dom João Risatti tomou posse como quarto bispo de Macapá, e por uma década dedicou-se inteiramente ao trabalho de evangelização no Amapá e na região das ilhas do Pará. “Desde quando aqui cheguei procurei entender as atividades pastorais do jeito como Dom João as tinha deixado. Logo me perguntei quais fossem os seus sonhos e esperanças, aqueles que concretamente eu podia levar em frente”, afirma Dom Pedro Conti.

A construção da Nova Catedral; a implantação dos canais locais da Rede Vida de Televisão e TV Nazaré; o projeto técnico e o pedido de concessão de um canal de rádio educativa para a Diocese de Macapá estão entre os grandes feitos externos de Dom João Risatti. “Nas esperanças de um pastor tem sempre muito mais: é aquilo, porém, que não se pode ver. São as sementes colocadas no coração das pessoas com a esperança que possam produzir frutos”, ressalta Dom Pedro Conti. (Oscar Filho – Pastoral da Comunicação)

Aviso:
“O emitente desta mensagem é responsável por seu conteúdo e endereçamento. Cabe ao destinatário cuidar quanto ao tratamento adequado. Sem a devida autorização, a divulgação, a reprodução, a distribuição ou qualquer outra ação em desconformidade com as normas internas da ELETRONORTE S/A são proibidas e passíveis de sanção disciplinar, cível e criminal. Esta mensagem pode ser monitorada”.

Deixe uma resposta

WhatsApp chat