Embaixada do Japão comemora 60 anos de imigração com estande na Expofeira

Agência Amapá

Durante a Expofeira os japoneses apresentarão danças e músicas, compartilhando com os amapaenses a rica cultura daquele paísRepresentantes da Embaixada do Japão no Amapá apresentam um estande na 50ª Expofeira Agropecuária do Amapá. O espaço comemora 60 anos de imigração, mostrando ao público a cultura daqule país, além de danças, vestimentas tradicionais e artes em origami.

Existem aproximadamente 100 famílias japonesas morando no Estado. O começo da imigração aconteceu em 1963, quando 29 famílias vieram do Japão por meio de navios atraídas pela extração da borracha na Amazônia, e acabaram permanecendo devido à intensa atividade agrícola.

Muitos que passam pelo corredor do estande da Embaixada do Japão são atraídos pela curiosidade e pela cultura diversificada apresentada pelos japoneses e descendentes.

Durante a Expofeira, os japoneses apresentarão danças e músicas, com instrumentos de percussão chamados de Taiko, e a dança Yosakoi Soran, que é uma coreografia contemporânea japonesa que une tradição e modernidade.

Segundo Armindo Souza e Reiko Yakono, diretores da Escola Intergenius e responsáveis pelo estande, a dança Yosakoi Soran exalta através de movimentos de que forma é a atividade pesqueira, simbolizando a luta contra o mar e o heroísmo dos pescadores em busca do sustento.

“O Japão é um arquipélago cercado de mais de 300 ilhas e muita água. Essa dança coreografada simboliza o pescador indo para o mar, jogando a rede, trazendo o peixe para o mercado e para a família, no ritmo das ondas do mar. A vida japonesa também gira em torno da atividade pesqueira, o que não é muito diferente da nossa região”, comentou Armindo.

A Embaixada também está trazendo ao Amapá atividades de cunho social, dentre elas o trabalho voluntário da professora Natsumi Yatsuda, que ensina a arte, cultura, dança e música japonesa na Escola Intergenius e em outras ações.

Sabryna Miranda/Sejusp

Deixe uma resposta

WhatsApp chat