Macapá retoma acesso aos recursos federais na área da Saúde


Foto: Erasmo Salomão/MS

A situação da saúde no município de Macapá começa a mudar, resultado da vontade política da administração do prefeito Clécio Luis, do empenho do senador Randolfe Rodrigues (PSOL-AP)

Em reunião com o ministro da Saúde, Alexandre Padilha, nesta quarta-feira (02), em Brasília, o senador, o prefeito, o secretário de saúde do município, Dorinaldo Malafaia, e uma comitiva de vereadores de Macapá, receberam boas notícias do Ministro.

“Mais médicos”no Amapá até dezembro

A demanda do Programa “Mais Médicos”, estipulada em 42 médicos para a capital, será cumprida até o final do ano, de acordo com Padilha. Até 15 de outubro, o ministério divulgará uma primeira lista de médicos que serão enviados para o Município. A demanda total do Estado será de 129 médicos.

“Mais médicos, é apenas uma parte das nossas necessidades na área da saúde. Queremos médicos, Equipamentos, Hospitais e Unidades Básicas funcionando. Vamos acreditar no que aqui, foi prometido pelo ministro. Vontade política não nos falta e contamos com o Ministério para dar continuidade a essas ações em prol da população do Estado”, disse Randolfe.

O Senador criticou, na última semana, o baixo índice de atendimento, ao Estado do Amapá , do Programa “Mais Médicos”. Pelo levantamento feito pela liderança do PSOL no Senado, o Estado foi atendido em apenas 7,7% de sua demanda.

O prefeito Clécio Luis, apresentou ao ministro um relatório com o montante dos recursos já acessados pelo município, para a execução de obras e aquisição de equipamentos na área da Saúde. Os problemas herdados que impediam a liberação desses recursos foram solucionados com celeridade pela administração municipal. Esses impedimentos foram levantados e resolvidos, e os recursos destravados desde a última reunião entre o prefeito, o senador e o ministro, realizada em agosto deste ano, em Brasília.

Unidades de Saúde: Os valores liberados permitirão a construção de quatro Unidades Básicas de Saúde. Duas delas nos Bairros da Cidade Nova e Renascer/Pantanal e as outras duas nos distritos de Carapanatuba e Bailique. Além da ampliação de mais quatro UBS e a reforma de mais duas.

Unidade de Pronto Atendimento (UPA): Macapá terá sua primeira unidade de pronto atendimento no Bairro Marabaixo.

“Começamos a caminhar para outro patamar de gestão na saúde no município de Macapá. Temos muitos desafios ainda pela frente, mas valeu a pena o sacrifício de investir na resolução dos problemas e fazer o dever de casa. Estamos começando a perceber os resultados. Mesmo com uma situação precária deixada pela antiga gestão, nós começamos a superar os obstáculos deixados pela corrupção e incompetência. Voltamos a executar obras na área da saúde em Macapá, o que não víamos há muito tempo me nosso município”, ressaltou o prefeito Clécio Luis.

Retomada das obras do Hospital Metropolitano

A obra do Hospital Metropolitano, há doze anos parada, também contará com o apoio do ministério para ser concluída. Alexandre Padilha garantiu o apoio com recursos ena contratação de um novo convênio para a conclusão total da obra. A obra iniciou em 2001 e foi paralisada por irregularidades em 2005. A situação acarretou na desistência da empresa licitada, concluindo que o orçamento disponível não cobria os serviços que seriam executados.

Apoio na gestão: Uma reunião já nesta sexta-feira (04) em Macapá, definirá a presença de técnicos do ministério no município, para auxiliar a administração municipal na gestão e acesso aos convênios e programas do Ministério.

Deixe uma resposta