PMM confraterniza-se com compositores amapaenses e familiares de Mestre Oscar Santos

No fim da tarde desta quinta-feira, 7, em frente ao Palácio Laurindo Banha, sede da Prefeitura Municipal de Macapá (PMM), um coquetel foi oferecido aos familiares de mestre Oscar Santos e compositores amapaenses, que foram homenageados tendo o título de suas canções como nome das alamedas do Conjunto Residencial Mestre Oscar Santos, que será entregue nesta sexta-feira, 8. A neta de Oscar, Lúcia Uchoa, agradeceu a prefeitura pela homenagem e destacou a dedicação que Oscar Santos deu à música e à formação dos músicos do Amapá. “Nossa família é responsável pela preservação do nome e da história de meu avô. Agora temos aliados, o prefeito de Macapá e sua equipe, que estão dando a importância que o mestre já merecia”. Cada alameda tem um totem informativo, feito pelos artesãos do município, onde consta o nome da composição que dá nome a alameda, o nome dos autores e as letras das composições.

A presidente da Fundação Municipal de Cultura (Fumcult), Márcia Corrêa, ressaltou que o residencial Maestro Oscar Santos recebeu um novo conceito de ação, de forma agregadora, buscando incluir a cultura, a história, e as pessoas. Na ocasião, foi entregue aos convidados um material contendo um DVD com documentário sobre o residencial, com a participação dos compositores das músicas homenageadas e com a história de Mestre Oscar; um CD com as canções que nomeiam as alamedas; e uma cartilha com a história do homenageado, sobre o residencial, os serviços e as letras das músicas que nomeiam as alamedas.

Segundo o prefeito de Macapá, Clécio Luís, essa é uma forma de valorizar a cultura e dar uma cara amapaense a um residencial tão importante, que será a morada de tantos macapaenses. “Essa experiência se multiplicará pela cidade. Temos que pensar em nossas obras e serviços, não só no seu papel funcional, como na valorização da nossa gente”. “Nosso trabalho artístico está sendo registrado na história, com nossas composições nomeadas nas alamedas deste residencial, que brilhantemente leva o nome do mestre da música amapaense, Oscar Santos. Estou muito emocionado e orgulhoso, pois nossa música amapaense mostra sua força e recebe sua valorização com esse gesto da Prefeitura de Macapá”, afirmou o vereador e compositor Marcelo Dias.

Quem foi o mestre Oscar Santos (1905/1976) foi um dos mestres da música amapaense, popularmente conhecido como Mestre Oscar. Também é considerado um dos maiores educadores musicais da Amazônia. Foi com a dedicação ao ensino de todos os instrumentos na área de sopros, percussão, violão, violino, entre outros, que ele desencadeou uma revolução na educação musical do então Território Federal do Amapá.

Nomes das vias 01. Rua Sentinela Nortente – Osmar Júnior – via principal 02. Alameda Toada Cabocla – Marcelo Dias / Miguel Júnior 03. Alameda Doce Cantar – Ana Martel 04. Alameda Rosário de Ouro – Val Milhomem / Joãozinho Gomes 05. Alameda Minha Cidade – Bebeto Nandes 06. Alameda Pérola Azulada – Zé Miguel / Joãozinho Gomes 07. Alameda Bacabeira – Enrico / Joãozinho Cleverson 08. Alameda Luz do Mundo – Manoel Cordeiro / Roneri 09. Alameda Pedra Negra – Fernando Canto 10. Alameda Sereia dos Rios – Rambolde Campos 11. Alameda Negro de Nós – Ilan do Laguinho 12. Alameda Floração – Beto Oscar / Helder Brandão 13. Alameda Padroeiro São José – Adelson Preto 14. Alameda Colibri – Finéias Nelluty 15. Alameda Lugar Bonito – Nivito Guedes 16. Alameda Andorinha – Oscar Santos

Pérola Pedrosa/Asscom PMM
Fotos: Nayana Magalhães

Deixe uma resposta

WhatsApp chat