Francisco Agenor Nascimento é eleito o Mais Belo Negro do Amapá 2013

A beleza masculina afro amapaense foi bem representada na noite desta segunda-feira, 18, por quatro belos negros. O concurso que faz parte da programação oficial do Governo do Estado em celebração à Semana da Consciência Negra elegeu Francisco Agenor Nascimento, de 25 anos, o "Mais Belo Negro do Amapá" de 2013. O jovem esbanjou toda a sua negritude representando a comunidade Santo Antônio do Matapi.

Antes do início do desfile, o público pôde prestigiar o trabalho da Cia de Dança Afro Baraká, que levou para o palco toda a arte cultural afro amapaense através da dança, com muito marabaixo e batuque acompanhados da percussão e coreografias inspiradas em canções de músicos como Alcione, Beth Carvalho e compositores amapaenses como Ronery, Marcelo Dias e Amadeu Cavalcante.

A Cia, que atua sob a coordenação de Piedade Videira, surgiu em 2000 no Amapá após um intercâmbio cultural com a Guiana Francesa e está há 13 anos resgatando a história do negro no Estado através da dança, cujos movimentos representam as manifestações das comunidades. A apresentação encantou o público que lotou as arquibancadas.Representante da Comunidade Quilombo de Santo Antônio do Matapi, o jovem Francisco Agenor esbanjou toda a sua negritude. Veja mais imagens aqui.

Chegada a hora do concurso, quatro jovens desfilaram a beleza afrodescendente nas passarelas do Centro de Cultura Negra, representando as comunidades negras do Estado.
A disputa ocorreu entre Daimon Udson, 23 anos, representando o Terreiro Afro Pai Milé; Francisco Nascimento, 25 anos (Comunidade Quilombo de Santo Antônio); Augusto do Espírito Santo, 19 anos (Comunidade de Maruanum); e Thiago Assunção, 19 anos (Comunidade Mazagão Velho), que foram avaliados nos quesitos beleza, coreografia, simpatia e trajes típicos e de gala.

Os quesitos traje típico e traje de gala definiram o resultado que elegeu Francisco Agenor Nascimento de 25 anos o "Mais Belo Negro do Amapá" deste ano. O jovem levou para a passarela uma coreografia baseada na boêmia de Zé Pilintra, entidade popular da Umbanda. Francisco Nascimento foi premiado com R$ 2 mil.

Nesta terça-feira, 19, é a vez de escolher a Mais Bela Negra do Amapá. A programação inicia às 19h, no Centro de Cultura Negra, no bairro Laguinho.

Andreza Sanches/Setur

Deixe uma resposta