Atraso pode tirar Curitiba e Arena da Baixada da Copa até 18 de fevereiro

Arena da Baixada, em janeiro, quando as obras de revitalização aconteciam. Foto: Kango Brasil / Divulgação
Arena da Baixada, em janeiro, quando as obras de revitalização aconteciam. Foto: Kango Brasil / Divulgação

O secretário-geral da Fifa, Jérome Valcke, garantiu nesta terça-feira que até 18 de fevereiro a entidade definirá se Curitiba continuará como sede da Copa do Mundo de 2014, devido ao atraso nas obras de reforma da Arena da Baixada.

“Para ser bem honesto, a situação atual não é ideal. O estádio está muito atrasado e definitivamente fora dos prazos de entrega para o melhor uso pela Fifa e pela Copa do Mundo. Mas temos que ser positivos, por isso nos reunimos com as principais autoridades envolvidas para encontrar soluções”, disse o dirigente, em visita a capital paranaense.

Segundo Valcke, o dia 18 de fevereiro, quando começa o seminário com as seleções participantes da Copa, em Florianópolis, é o decisivo para todas as cidades-sedes, mas o secretário-geral adiantou que a maior preocupação é com Curitiba.

“Temos que decidir entre a cidade de Curitiba, o estado do Paraná, o Clube Atlético Paranaense, o COL e a Fifa, se o nível de preparação do estádio nesta data nos dá confiança para realizar os jogos e não coloca em risco a organização do evento. Teremos pessoas monitorando diariamente a evolução do estádio e vamos trabalhar em parceria para que Curitiba sedie jogos da Copa”, disse.

Curitiba sediará quatro jogos da primeira fase da Copa, o primeiro entre Irã e Nigéria, no dia 16 de junho, pela rodada inicial do grupo F.

Os responsáveis pelo estádio garantiram, por sua vez, que as obras serão finalizadas em 26 de março, data prevista para a inauguração. Ficou decidido hoje, durante a vistoria a Arena da Baixada a criação de um comitê gestor e um comitê técnico entre as partes envolvidas para alinhar o cronograma de entrega e intensificar e supervisionar os trabalhos da obra.

EFE

Deixe uma resposta

WhatsApp chat