Notícias

Ueap lança cronograma de prova do concurso público a ser realizado em abril

Foi divulgado no dia 4 o conteúdo programático (anexo III) do Concurso Público para Técnico Administrativo, níveis médio e superior, da Universidade do Estado do Amapá (Ueap). A data da divulgação estava definida no Cronograma do Concurso (anexo IV) e pode ser acessado pelo mesmo endereço das publicações do certame, o http://www.cs.ufg.br/

O concurso público da Ueap oferece, por meio dos editais 043 e 044/2013, 202 vagas, das quais 81 são para docentes pós-graduados lato sensu e stricto sensu, portadores de títulos de Especialista (auxiliar), Mestre (assistente) e Doutor (adjunto). As demais 122 vagas são para técnicos de nível médio (65) e superior (57) em diversas áreas.

Há vagas de ensino superior para os cargos de técnico em planejamento, orçamento e finanças, técnico em comunicação, assistente jurídico, biblioteconomista, analista de tecnologia de informação, técnico em infraestrutura, técnico de apoio pedagógico, arquivologista, psicólogo, assistente social e técnico de laboratório.

Para candidatos do ensino médio, as vagas são para assistente administrativo (40), piloto de embarcação e motorista. As 25 demais são para formação técnica nas áreas de mineração e materiais, agrícola, aquicultura e pesca, florestal, meio ambiente, microscopia, eletrotécnica, eletrônica e informática.

As inscrições iniciam no dia 11 e se estenderão até às 23h59 do dia 18 de março, pelo endereço eletrônico www.cs.ufg.br, horário local. No dia 11, inicia também o prazo para solicitação de isenção do pagamento de inscrição, no valor de R$ 80, o nível médio, e R$ 150, o nível superior. A prova objetiva será realizada dia 20/4/2014 para todos os cargos.

A formação do quadro técnico administrativo, somado ao já existente quadro docente, instituído em 2012, consolidará o processo de instalação efetiva da Universidade, o qual compete ao ocupante do cargo de reitor pro tempore, cuja indicação é prerrogativa do governador do Estado, conforme reza a Lei 0996/2006. A efetiva instalação coincidirá com a realização do processo de escolha de reitor e vice-reitor para o mandato de quatro anos, um anseio da comunidade universitária e compromisso firmado pelo governador Camilo Capiberibe, a exemplo da realização dos concursos para criação do quadro efetivo da Universidade.

Sobre Chico Terra

A la Glauber Rocha, o genial visionário do Cinema Novo que tinha uma câmera na mão e uma idéia na cabeça, Chico Terra tinha há 14 anos um velho computador, uma câmera fotográfica e uma inquietação invulgar, que o ofício de músico não dava conta de sossegar. Chico, é preciso esclarecer, é observador de esquina, desses que repara imagens, muitas imagens, em fração de segundos. Tornou, por isso, o passatempo de fotógrafo – cultivado em Minas Gerais desde os anos 1970, quando ainda era operário da Fiat – em profissão. Pois não é que o Chico operário-fotógrafo-músico, decidiu virar, desculpem o palavrão, webdesigner. Desenhou e pôs no ar, em 11 de novembro de 2000, o Amapá Busca. Desde então, eremita na mesmíssima casa onde nasceu e à qual voltou após a longa temporada mineira, Chico divide atenção entre sobreviver sem o conforto de bens materiais e prestar inestimável serviço à cultura do Amapá. Pelo sítio de Chico, já passaram seguramente todos os músicos amapaenses – a quem dedica admirável amizade e intransigente defesa. Já passaram, também, por conta dessa fidelidade, manifestações indignadas contra gente que, vendo artista com vassalo, insiste em relegar a democratização da cultura ao segundo plano ou a reservar o primeiro plano a uns poucos protegidos. Amapaense da gema, Chico cria e encampa teses, reclama e elogia, exibe rico acervo fotográfico e dá voz, não raro sendo ele mesmo porta-voz, à divergência. Já deve ter sido confundido com ativista político submisso a alguma legenda, coisa que efetivamente nunca foi. Na verdade, Chico tem lado, não sabe ficar em cima do muro e opina muito, agradando a gregos e chateando a troianos. Num cantinho da casa que o seu Antonio Almeida construiu nos anos 1930, ao lado de uma janela que joga a luz da manhã no recinto, está o computador velho de guerra do múltiplo Chico. É ali que, quase sempre alta madrugada, em missão solitária, o operário-fotógrafo-músico-repórter senta para escrever, feliz, páginas de seu tempo. Vida longa, pois, Chico Terra! (Euclides Farias)

Discussão

Nenhum comentário ainda.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Radio e Tv Web Ao vivo!

* 6h Momento da Prece * 6:30h Canta Amazônia * Meio dia Instrumental & Tal * 14h Amazônia e Brasil * 16h O Canto da Amazônia * 18h Relaxando o corpo e a mente * 18:20 Tudo Amazônia * 00h Instrumental&Tal * 3:00 Mais Amazônia

Instagram do Chico Terra

#Selfamilia Dani e Joãozinho. @danieleguedes.ap Que bebe mais rápido? Adulto virando criança. No meio!

Estatísticas

  • 906,053 visitas únicas desde 23/04/2012
Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 12.278 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: