Vara da Infância e da Juventude de Laranjal do Jari recebe materiais para realização do Projeto “Capoe ira Me Chama”

Os materiais para a realização do Projeto “Capoeira Me Chama”, de iniciativa da Vara da Infância e da Juventude da Comarca de Laranjal do Jari, foram adquiridos com recursos do Fundo de Apoio à Criança e ao Adolescente- FAJIJ.

Entre os materiais foram entregues: berimbau, atabaque, camisetas, pandeiro e calças. O Projeto “Capoeira Me Chama” tem como público alvo crianças e adolescentes moradores de bairros carentes do Município de Laranjal do Jari, em situação de risco social.

O juiz Almiro Avelar Deniur, titular da Vara da Infância e da Juventude de Laranjal do Jari, explicou a importância do Projeto. “O “Capoeira me Chama” tem como objetivo atender os jovens em potencial situação de risco e reinserir os que já se envolveram em ato infracional. O desenvolvimento da ação promove uma forma de integração social e familiar entre seus participantes, bem como proporcionar-lhes um bom instrumento para o desenvolvimento da autodefesa e formação de caráter”.

O magistrado ainda destacou a parceria fundamental do Fundo de Apoio aos Juizados da Infância e Juventude (FAJIJ), que disponibilizou os recursos para o projeto, que irá beneficiar inicialmente 40 jovens, oriundos de pré-seleções feitas às escolas de rede pública de educação. Bem como as crianças e adolescentes encaminhadas pelo Poder Judiciário, Conselho Tutelar e Unidade de Polícia Comunitária de Laranjal do Jari.

O Desembargador Constantino Brahuna, Presidente do FAJIJ, disse que o projeto irá ajudar no desenvolvimento esportivo, social e de cidadania dos adolescentes beneficiados. “A Justiça do Amapá contribui para que estas crianças que vivem em situação de risco social não entrem no mundo da criminalidade. Todo e qualquer esforço que possamos fazer é a garantia de que, no futuro, o Amapá poderá contar com uma geração consciente de seus destinos e na proteção à população.”

-Macapá, 26 de Fevereiro de 2014-

Texto: Hugo Reis

Fotos: Thamisia Cabral

Siga-nos no Twitter: @Tjap_Oficial

Facebook: Tribunal de Justiça do Amapá

YouTube: TJAP Notícias

Deixe uma resposta