Governador Camilo Capiberibe lança Programa Protaf Horticultura Agroecológica

O Governo do Amapá, por meio da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Rural (SDR), lançou neste domingo, 30, no Parque de Exposições da Fazendinha, o Programa Territorial de Agricultura Familiar e Floresta – Protaf -, modalidade Horticultura Agroecológica. A proposta é implantar um programa de desenvolvimento da horticultura orgânica agroecológica, beneficiando agricultores familiares assentados no cinturão verde de Macapá – nas comunidades rurais de Curralinho, Km 09, Lagoa de Fora, dos distritos da Fazendinha e Coração, e alunos das escolas Estaduais José Bonifácio e Antônio Cordeiro Pontes.

A solenidade de lançamento do projeto contou com a presença do governador Camilo Capiberibe, da secretária de estado de Desenvolvimento Rural, Cristina Almeida, demais autoridades, agricultores familiares e líderes comunitários.

O projeto comtempla a instalação de 5 unidades demonstrativas, conforme os princípios da agricultura orgânica natural agroecológica, edificação de 50 estufas para cultivos protegidos e instalação de duas hortas pedagógicas.

Os recursos financiados para a implantação do projeto foram na ordem de R$ 258.000,00 já repassadas para as Associações dos Moradores Renascentes de Quilombos da Comunidade de Curralinho (Amorquic), dos Produtores da Vila do Valdemar, no Coração, Associação dos Produtores do Km 09, dos Produtores do Polo da Fazendinha, dos Agricultores e Aquicultores do Polo Hortifrutigranjeiro da Fazendinha e das escolas Estaduais José Bonifácio e Antônio Cordeiro Pontes.

A horticultura agroecológica familiar consiste na produção de diversas espécies de frutas, hortaliças, plantas medicinais e produtos do campo em geral, utilizando recursos locais e com baixa demanda de insumos externos. Assim, de forma econômica e ecológica, são produzidos alimentos saudáveis para o auto abastecimento e para a complementação na renda familiar.

O governador Camilo Capiberibe falou dos avanços obtidos na agricultura familiar e das novas conquistas a serem adquiridas em breve pelas comunidades. O chefe do Poder Executivo aproveitou o momento para falar também sobre os convênios assinados em Tartarugalzinho, neste sábado; as construções de 40 novas casas de farinha, as inaugurações das fabricas de gelo, que estavam fechadas há anos, explicando para os representantes das comunidades a importância que todos os setores têm no seu governo.

"Eu fico feliz porque sei que o Protaf estar aliviando o trabalho do agricultor, porque o programa garante a mecanização, o adubo, o calcário, tudo que é necessário. Dessa forma o agricultor pode produzir cinco vezes mais. O governo investe cerca de R$ 5 mil reais por hectare, e o agricultor colhe em produção, em media, R$ 20 mil reais e não paga nada para o banco. Isso está fazendo a diferença na realidade das nossas comunidades rurais", observou o governador.

A secretaria de estado de Desenvolvimento Rural, Cristina Almeida, explicou que a agricultura do Amapá, agora, é trabalhada com empenho. "É importante nós ressaltarmos a realização de diversos projetos no setor da pesca, da pecuária, do extrativismo, da agricultura, entre outros, para que, dessa forma, possamos mostrar os avanços adquiridos nos últimos anos", destacou Cristina Almeida.

A presidente da Associação da Vila Valdemar, no distrito do Coração, Maria Ivane, disse que o governo Camilo tem um olhar amplo para o futuro, e que, através dos projetos de governo, muitas benfeitorias estão sendo feitas, principalmente na agricultura. "Através desses recursos, vamos poder realizar diversos projetos direcionados a plantação da mandioca e hortaliças, o que fortalece nossa economia", ressaltou a agricultora,

A tecnologia utilizada no Protaf é o Sistema Bragantino da Embrapa, uma técnica de cultivo, em rotação e consórcio, das culturas de milho ou arroz, de mandioca e feijão-caupi, com uso de técnicas de plantio direto, podendo ser aplicada tanto em propriedades familiares, quanto na agricultura empresarial, tendo como "ponto de partida" a recuperação da fertilidade do solo, com base em resultados de análise.

Deixe uma resposta