AP Quadrinhos lançará revista “Amazônia em quadrinhos” em formato digital

O objetivo é tornar a distribuição das publicações mais democrática e diminuir o custo das produções para o grupo. No dia 18 dejunho, o selo digital do grupo será lançado e a revista será disponibilizada.

Lívia Almeida

amazoniaemquadrinhosConhecido por unir vários talentos entre jovens amapaenses, o Coletivo AP Quadrinhos, após a criação da revista “Mixtureba Comix”, lança agora uma nova publicação intitulada “Amazônia em quadrinhos”. A proposta é permitir o acesso democrático ao produto e com menos custos para o grupo. Para disponibilizar a revista, haverá o lançamento do selo digital do AP Quadrinhos, no dia 18 de junho.

Narrar a vivência amazônida sob uma perspectiva diferente utilizando os quadrinhos como meio disto, assim surgiu a ideia da nova revista, conta um dos membros do coletivo, Israel Guedes. “Nós pensamos numa maneira diferente de abordar a nossa cultura e folclore sem apelar para lugares comuns. Também pensamos em mostrar que quadrinhos podem ser também um poderoso difusor cultural”.

Utilizando o universo digital como meio, a revista não será vendida, o grupo já teve a experiência de publicar uma HQ em formato impresso, mas percebeu que o custo-benefício de uma revista eletrônica seria melhor. “A revista será em formato digital e completamente de graça. Nós costumávamos a usar o formato impresso, mas ele jamais atingiu a quantidade que esperávamos de público. Além do mais, ele era caro demais para o nosso coletivo. O que trazia várias limitações como número pequeno de páginas ou problemas técnicos como erros de impressão”, conta Israel.

Outro fator analisado pelos integrantes do AP Quadrinhos é a possibilidade de obter um alcance maior na divulgação das produções feitas por eles. Israel ainda destaca que um projeto como este a nível local é um desafio. “O formato digital vai nos permitir maior difusão dos nossos trabalhos. O tempo e o custo de produção vão diminuir as dificuldades de publicação e poderemos viabilizar a possibilidade de várias outras pessoas publicarem as suas histórias. É um salto no escuro fazer algo assim tão diferente em Macapá devido a limitações como a internet local, mas vamos sem medo”.

Às histórias relacionadas à Amazônia e seus nativos, se somarão narrativas já criadas pelo grupo, que é responsável por todo o processo de criação da revista, que será publicada de quinze em quinze dias. “Toda atividade do AP quadrinhos é feita em grupo pelos participantes. Nós editamos, desenhamos e escrevemos nossas publicações. Essa primeira edição vai ter três histórias. Uma delas pertecente à uma outra publicação nossa chamada Mixtureba Comix e duas totalmente inéditas. Pretendemos manter a periodicidade de quinze dias entre as nossas publicações. Não só da Amazônia em quadrinhos como outros temas diversos e interessantes”, revela o desenhista.

Lançamento

O selo digital do AP Quadrinhos será lançado na biblioteca Elcy Lacerda, às 19h com coquetel e descotecagem. No lançamento, o AP Quadrinhos disponibilizará a “Amazônia em quadrinhos” através de pendrive, Bluetooth e pelo site Issu.

Deixe uma resposta