Simpósio debaterá meio ambiente com pesquisadores do Brics

Fundação Casa de Rui Barbosa, no Rio de Janeiro, sediará debate internacional de 27 e 29 de agosto.

 

Ipê amarelo é visto em meio à floresta perto de Novo Progresso (PA). Foto: Nacho Doce/Reuters
Ipê amarelo é visto em meio à floresta perto de Novo Progresso (PA). Foto: Nacho Doce/Reuters

O Rio de Janeiro (RJ) será cenário do simpósio ‘Diálogo em História Ambiental: Brics’, que reunirá pesquisadores da China, Rússia, Índia, África do Sul e Brasil para debater a história ambiental de seus países. O evento tem entrada franca e ocorrerá entre 27 e 29 de agosto.

O objetivo do simpósio é explorar essas dinâmicas com uma perspectiva histórica. O encontro dará a estudantes e pesquisadores brasileiros uma oportunidade única para interagir com pesquisadores de ponta em todo o mundo, e em especial com historiadores de regiões com pouca tradição de debate com a historiografia brasileira.

O evento é organizado pela Fundação Casa de Rui Barbosa, pelo Programa de Pós-Graduação em História Social da UFRJ, pelo Programa de Pós-Graduação em História das Ciências e da Saúde (COC/Fiocruz) e pelo Rachel Carson Center for Environment and Society (Munique, Alemanha).

Segundo a  historiadora ambiental e uma das coordenadoras do simpósio, Lise Sedrez, não existe nenhum outro congresso que traga pesquisadores ao Brasil para falar sobre Estado, sociedade civil e historiografia ambiental. “Haverá 16 participantes nacionais e estrangeiros, de todas as nações dos Brics e vamos publicar um livro depois disso. A ideia é promover, daqui a dois anos, outro simpósio na Índia”, completa.

Sedrez lembra ainda o fato de o Rio de Janeiro ter se tornado um centro de história ambiental. “A questão ambiental se tornou importante para países em desenvolvimento, há muitos problemas que se tornaram comuns e que queremos discutir”, comenta.

Ao mesmo tempo que buscam expandir suas economias, as nações do BRICS enfrentam o consequente custo ambiental, com implicações significativas para seus cidadãos. Exemplos disso são prováveis crises de recursos naturais, crescente poluição e problemas crônicos de saúde.

Inscrições 

Para painéis de manhã e tarde dos dias 28 e 29 de agosto, será necessário fazer uma inscrição prévia. Os inscritos receberão um certificado de que assistiram ao simpósio e poderão participar dos espaços de debate contidos nos painéis. Para garantir a vaga, os interessados devem escrever para Bruno Capilé (brcapile@gmail.com) e Natascha Otoya (nataschaotoya@gmail.com).

Programação

Dia 27 de agosto

19h – Abertura Sala do Trono (sala 200) do prédio IH/IFCS, UFRJ – Presença dos representantes das instituições participantes: Manolo Florentino (Casa de Rui Barbosa), Magali Sá (Casa de Oswaldo Cruz/Fiocruz), Monica Grin (Programa de Pós-graduação em História Social/UFRJ) e Christof Mauch (Rachel Carson Center).

20h30 – Encerramento do primeiro dia

Dia 28 de agosto

10h – Primeira Sessão – Historiografia

Brasil: “História Ambiental no Brasil: aventurando-se entre o novo e o velho” – Lise Sedrez e Eunice Nodari

Russia: “História Ambiental da Rússia” – Julia Lajus

Índia: “Escrevendo Histórias Ambientais do Sul Asiático na Época do Antropoceno” – Rohan D’Souza

China: “História Ambiental da China” – Hou Shen

12h10 – Almoço

13h30 – Segunda Sessão – Historiografia

Africa do Sul: “Os historiadores do leão – História ambiental no Sul da África.”

Debate sobre historiografia.

15h20 – Terceira Sessão – Estado

África do Sul: “Estado, Apartheid e meio ambiente na África do Sul” – William Beinart

China: “O papel dos estados da China na proteção ambiental” – Mei Xueqin

Índia: “O estado na história ambiental da Índia” – Ravi Rajan

Rússia: “O Estado e a transformação da natureza na Rússia do século XX” – Paul Robert Josephson

17h30 – Encerramento do segundo dia

Dia 29 de agosto

10h – Primeira Sessão – Estado

Brasil: “Estado e meio ambiente no Brasil” – Regina Horta

Debate sobre Estado.

11h15 – Segunda Sessão – Sociedade Civil

Brasil: “Sociedade civil e meio ambiente no Brasil” – José Augusto Pádua

Índia: “Sociedades civis: diversidade cultural e ambiental na Índia” – Shiv Viswanathan

12h – Almoço

13h30 – Terceira Sessão – Sociedade Civil

China: “Sociedade civil e movimento ambientalista chinês: uma perspectiva histórica” – Fei Sheng

Russia: “Sociedade civil na história ambiental da Rússia contemporânea” – Nikolay Dronin

África do Sul: “Sociedade civil, raça e meio ambiente na África do Sul” – Farieda Khan

16h – Quarta Sessão – Sociedade Civil

Debate sobre Sociedade Civil.

17h – Plenária final

Moderadores: Ravi Rajan e Lise Sedrez

19h – Encerramento do Simpósio

Fonte:
Ministério da Cultura

Deixe uma resposta