1ª fase do Programa Mais Cultura nas Escolas encerra com apresentação dos pequenos artistas

Mais uma vez o Teatro das Bacabeiras se encheu de arte, cores, sons, luzes e integração, e de novo com uma ação promovida pela Prefeitura de Macapá. A Educação está na pauta e, junto com a arte, proporcionou experiências inesquecíveis que ficarão na memória de professores, alunos e mais de 50 artistas de todos os segmentos, envolvidos no Mais Cultura nas Escolas. A segunda-feira, 24, foi marcada pelo encerramento da primeira fase do programa, e a dinâmica de transpor os muros das escolas mostrou como resultado um celeiro de pequenos artistas, felizes por serem protagonistas do saber.

“Eu aprendi muito, nunca havia estudado teatro e sei que quero continuar. Nas aulas aprendemos muito mais que só fazer teatro, a gente brinca, faz outras atividades, conhece melhor nossos professores porque ficamos todos juntos, e nossos pais participam mais na escola”, expressou animado Gadiel de Almeida, 9 anos, aluno da Escola Municipal Roraima, que fez uma bela apresentação de teatro de fantoche.

Assim como Gadiel, outras 394 crianças de 26 escolas da rede municipal de ensino mostraram composições artísticas trabalhadas ao longo de três meses de encontros com os artistas de Macapá, que apresentaram suas propostas no Programa Mais Cultura nas Escolas. E a Secretaria Municipal de Educação, com os diretores das escolas, proporcionaram todo o suporte para que as atividades acontecessem. Centenas de técnicos estiveram envolvidos. Um exército da cultura em prol da transformação educacional por meio da arte e da cultura, transformando vidas e expectativas, mostrando novos horizontes.

“Os nossos artistas são também os grandes protagonistas deste momento. Não dá mais para trabalharmos educação e cultura distintamente, como faces opostas. Esse programa está revolucionando a educação, construindo novas identidades, anunciando um novo mundo, no qual cultura e educação estão entrelaçadas. Estamos diante de um modelo de conteúdo, de atual currículo pedagógico, e isso não tem mais volta. Vendo a diferença em cada sorriso dessas crianças, e em cada gesto delas de se importar ainda mais com a escola”, destacou a secretária municipal de Educação, Antonia Andrade.

E as crianças brilharam, com performances teatrais, de dança, musicais, teatro de fantoche, atuando como atores em documentário, jogando capoeira, nas artes circenses. Todas as linguagens foram envolvidas e executadas com dedicação. “Eu nunca pensei em fazer circo, quando os professores (artistas) chegaram à escola eu me inscrevi e amei tudo, principalmente o malabarismo. Esses momentos nos dão gás para querer estudar e ser alguém”, disse Letícia Viana, 12 anos, aluna da Escola Josafá Aires.

Kelita Morena, do Circo Roda Ciranda, foi uma das monitoras da turma de Letícia. O projeto selecionado no Mais Cultura foi o “Picadeiro Cidadão”. Ela contou sobre a experiência em lidar com as crianças. “A mudança nas crianças é notável, a maioria saiu do zero. Nunca haviam tido qualquer forma de contato com o circo, poucas tinham visto uma apresentação antes. A evolução foi vista em cada novo dia, no convívio, nas aulas de noção corporal. Elas simplesmente se superam e mostram que têm veia artística, só precisam de oportunidades”.

Também mantenedor de um projeto consistente e respeitado, o ator Daniel de Rocha atua no cenário artístico amapaense há mais de 30 anos, mas se emociona a cada novo projeto. “Ah!! Essa proposta é de arrepiar. Nem rico, nem pobre, a transformação é de cidadãos. O programa Mais Cultura nas Escolas dá oportunidade de mostrar às crianças que elas são cidadãs, fazendo-as amar muito mais a escola, que teve de reformular sua linguagem para se identificar com os alunos, criando vínculos de irmandade, de famílias. O que estamos vendo aqui é o resultado de um processo artístico/cultural que nas escolas particulares é pago e muito caro. E aqui elas estão recebendo nas escolas ditas de periferia. Isso mostra que os gestores estão atentos ao desenvolvimento social. Não pode parar”.

Mais Cultura nas Escolas

É um programa do Governo Federal, através dos ministérios da Cultura (MinC) e da Educação (MEC), que tem por finalidade fomentar ações que promovam o encontro entre o projeto pedagógico das escolas públicas com os programas Mais Educação e Ensino Médio Inovador, e experiências culturais artísticas, desenvolvendo cursos nas comunidades. No município de Macapá é executada e acompanhada pela Secretaria Municipal de Educação e pela Fundação Municipal de Cultura (Fumcult).

Rita Torrinha/Asscom PMM
Fotos: Max Renê

Deixe uma resposta