Ibama autua serrarias que fraudavam planos de manejo em RO

O Ibama aplicou cerca de R$ 8 milhões em multas por fraudes em planos de manejo florestal durante uma ação no município de Espigão do Oeste, em Rondônia, a 550 km da capital Porto Velho.

desmatamento3Até o momento, a Operação Virtualis emitiu 26 autos infração e apreendeu 8,5 mil metros cúbicos de madeira, o suficiente para encher 470 caminhões.
Segundo o Ibama, foram identificadas irregularidades em 15 serrarias. As investigações indicam que os estabelecimentos movimentaram ilegalmente créditos no sistema do DOF, Documento de Origem Florestal, procedentes de Planos de Manejo de Rondônia ou de empresas madeireiras do Mato Grosso, com a intenção de “esquentar” madeira ilegal.
Em nota, o superintendente do Ibama em Rondônia, Renê Luiz de Oliveira, disse que as organizações criminosas que atuam no estado, além de causar danos ambientais incalculáveis, enfraquecem o setor florestal porque comercializam produtos sem origem legal, deixando de recolher impostos e competindo de forma desleal com empreendimentos regulares.
A Operação Virtualis atuará por tempo indeterminando no combate ao comércio ilegal de madeira extraída, principalmente das Terras Indígenas Sete de Setembro e Roosevelt.
O Ibama informou que as fraudes estão sendo encaminhadas à Polícia Federal e à Receita Federal para apuração nas esferas criminal e tributária.

EBC

Deixe uma resposta

WhatsApp chat