Amapá fica abaixo da meta de qualidade na educação

Estado está entre os três que não cumpriram meta

O estado do Amapá está entre as três unidades da federação que não cumpriram a meta de qualidade da educação nos ensinos fundamental e médio. A meta era de 4,6 para os anos iniciais do ensino fundamental – do 1º ao 5º ano, mas o alcançado foi 4,5. Em relação aos anos finais da educação fundamental – do 6º ao 9º – o valor esperado era de 4,8, mas o atingido foi de 3,7. E no ensino médio, a projeção era de 3,8, mas o estado alcançou 3,3. Além do Amapá, também não atingiram o resultado esperado o Distrito Federal e o Rio de Janeiro.

Para o ministro da Educação, Mendonça Filho, é preciso haver uma maior integração entre os governos federal, estadual e municipal para melhorar o ensino. Além disso, ele afirma que uma das causas para o baixo desempenho dos adolescentes é a falta de relação entre o que veem na escola e o que vivem fora dela.

Por outro lado, o Amazonas é um dos dois estados que cumpriram as metas de qualidade da educação para os ensinos fundamental e médio. A outra unidade da federação que teve um resultado satisfatório foi Pernambuco.

Para melhorar o desempenho dos últimos anos das escolas, o ministro defendeu a aprovação de um projeto de lei que tramita no Congresso Nacional. A proposta que pretende reformular o Ensino Médio, instituindo até a educação em tempo integral. E caso o projeto não seja aprovado ainda este ano, Mendonça Filho afirmou que vai pedir ao presidente Michel Temer a edição de uma medida provisória que aplique mudanças na educação de nível médio. Segundo o ministro, a intenção é começar a implementar uma reforma já no ano que vem.

EBC

Deixe uma resposta