Estudo indica que WhatsApp contribuiu com quase 0,9% do PIB no Brasil

O estudo indica ainda que um em cada três usuários do aplicativo aproveitam para se comunicar com estabelecimentos comerciais e profissionais liberais através do aplicativo de mensagens instantâneas. Reprodução

De acordo com uma pesquisa da empresa de consultoria Analysis Group, o WhatsApp contribui em quase 0,9% do Produto Interno Bruto (PIB) do Brasil. Através do levantamento, a empresa tenta dimensionar o impacto econômico do mensageiro em vários países, como Índia, Alemanha, Espanha e Brasil.

A Analysis Group acredita que o gasto anual dos brasileiros, conectados de alguma forma com o WhatsApp, gira em torno de US$ 12 bilhões e US$ 28 bilhões, o que representa algo entre 0,38% e 0,88% do PIB de 2015.

O estudo indica ainda que um em cada três usuários do aplicativo aproveitam para se comunicar com estabelecimentos comerciais e profissionais liberais através do aplicativo de mensagens instantâneas.

“O estímulo à atividade econômica com o WhatsApp se dá pela redução de custos, aumento da produtividade e melhora da qualidade do atendimento a clientes, entre outros fatores”, disse o Analysis Group.

Conforme o estudo, caso o número de usuários do aplicativo cresça 5% irá representar a adição de quase R$ 2 bilhões ao PIB nacional.

Dos quatro países analisados, o Brasil é o local onde o Whatsapp é mais popular. De acordo com a Analysis Group, 50% da população utiliza o mensageiro. Em seguida aparecem Espanha (47%), Alemanha (43%) e Índia (13%).

Para a pesquisa foram ouvidas 3.000 pessoas, 750 em cada país, incluindo consumidores e representantes de pequenos e médios negócios.

 

Oficina da Net

Um comentário em “Estudo indica que WhatsApp contribuiu com quase 0,9% do PIB no Brasil

  • Março 10, 2017 em 10:09 am
    Permalink

    O WhatsApp será cada vez mais útil. Já é possível pesquisar preços em drogarias através dele enviando a foto do código de barras ou o nome do produto para 21-9-9291-6667.

    Resposta

Deixe uma resposta