Homens invadem hospital e matam a tiros liderança do MST no Pará

Waldomiro Costa Pereira, era da liderança do MST (Movimento Sem-Terra) e assessor de gabinete na prefeitura da cidade – Foto: Divulgação

Homens armados invadiram o Hospital Geral de Parauapebas (PA) e mataram a tiros Waldomiro Costa Pereira, liderança do MST (Movimento Sem-Terra) e assessor de gabinete na prefeitura da cidade, na madrugada desta segunda-feira (20).

Pereira estava internado no hospital desde o último final de semana após ser baleado em seu sítio, na cidade de Eldorado do Carajás. Segundo a Prefeitura de Parauapebas, ao menos cinco homens armados invadiram o hospital, renderam os seguranças e mataram Pereira.

Pereira não participava recentemente da direção do MST no Estado, pois estava se dedicando ao lote onde vivia no Assentamento 17 de abril. Ele era militante do MST desde 1996 e, segundo o movimento, “contribuiu durante longo período na luta pela reforma agrária”. Pereira também era militante do PT (Partido dos Trabalhadores).

O MST informou que desconhece os motivos do assassinato e lamentou a morte do militante. Em nota, o movimento sem-terra disse esperar que as autoridades tomem as providências necessárias diante da execução sumária praticada por assassinos dentro do hospital com vigilância de câmeras.

“Este é mais um assassinato de trabalhadores no Estado do Pará que o governo é culpado pela sua incompetência em cuidar da segurança da população e praticado em função da negligência do Estado em apurar e punir os crimes desta natureza”.

A Prefeitura de Parauapebas também manifestou pesar pela morte e se solidarizou com os familiares e amigos de Pereira.

 

Correio do Estado

Deixe uma resposta