Dia 1º de abril tem São Batuques, o show das tradições musicais do Amapá

O show São Batuques inaugura abril, mês em que as tradições afrodescendentes ficam mais evidentes, por conta do Ciclo do Marabaixo, e apresenta no dia 1º, os sons, percussão e versos, das manifestações culturais amapaenses. Essa é a proposta que Helder Brandão e Beto Oscar definiram para este show, que é a continuidade do projeto, que leva o mesmo nome, e valoriza a sonoridade e poesia regional. No show, músicas autorais dos artistas, que estão impressas no disco que integra o São Batuques.

 

O músico Eudes Fraga é o convidado especial do show. Compositor e intérprete, o cearense com uma longa carreira musical, adotou o Pará como morada, o que fortaleceu as parcerias com músicos do Norte. Ainda nos anos 80 Eudes participou dos projetos Aratacanto, Pixinguinha e Pixingão, e de muitos festivais, onde obteve mais de 180 premiações. Fez parcerias com astros como Paulo César Pinheiro, Paulinho Tapajós, Thiago de Mello, Nilson Chaves, Joãozinho Gomes, entre outros, e chega agora ao Amapá para participar de São Batuques.

 

Os músicos

 

Beto Oscar é instrumentista, cantor e compositor, que aliou o talento nato, herdado da família, aos conhecimentos acadêmicos. Formado pela Escola de Música da UFPA, tem uma extensa carreira, dos diversos recitais e festivais, às participações em bandas como Senzalas e direção musical, como do CD Raízes Aéreas. Beto, neto do Mestre Oscar, participou também de dois  projetos marcantes para a música amapaense, que foi o DVD da AMCAP, e o show dos 50 anos de Joãozinho Gomes e Val Milhomem.

 

O cantor e compositor Helder Brandão é linguista por formação, mas a música o levou a compor a Banda de Música da Polícia Militar do Amapá. Disputou festivais locais e nacionais, e colocou seu talento à disposição das obras de Sabá-Tião, Nivito Guedes, grupo Raízes Aéreas, assim como Beto Oscar, gravou o DVD Especial da Música Amapaense e participou do show de 50 anos de Joãozinho Gomes e Val Milhomem. Tem um trabalho independente reconhecido no Amapá.

 

São Batuques

 

Projeto criado por Beto e Helder, para difundir as tradições amapaenses, fortemente enraizada na cultura afrodescendente. Em 2012 o show representou o Amapá no projeto Sesc Amazônia das Artes, que circulou os estados da Amazônia Legal. Ele foi apresentado ao público em 2013, durante a Expofeira Agropecuária, e, com aprovação da plateia, virou CD, que está pronto, faltando apenas ser lançado oficialmente.

 

Serviços:

Show São Batuques

Data: 1º de abril

Local: Bar Barril

Hora: 21h

Mesas: R$ 100,00

Individual: R$ 20,00

Reservas, vendas e mais informações: 98111 0017/9149 6446/98137 3130

 

Mariléia Maciel

Assessoria de Comunicação

Deixe uma resposta