Dez pessoas morrem em explosão no metrô de São Petesburgo

Pelo menos dez pessoas morreram e dezenas ficaram feridas após duas explosões no metrô de São Petesburco, na Rússia, informou a mídia local.

Agências de notícias afirmam que as explosões atingiram as estações de Sennaya Ploshchad e Tekhnologichesky Institut, no centro da cidade.
Imagens postadas nas mídias sociais mostram um trem da estação de Sennaya com suas portas danificadas e com mortos próximos ao local.

O presidente Vladimir Putin disse que as causas do incidente, incluindo a possibilidade de terrorismo, estão sendo investigadas.

As agências de notícias Interfax e RIA informaram que pelo menos 50 pessoas ficaram feridas. A Interfax disse que uma das explosões foi provocada por um dispositivo com estilhaços.

O presidente Putin esteve em São Petesburgo na manhã desta segunda-feira, mas já deixou a cidade, segundo seu porta-voz Dmitry Peskov.

“Eu já falei com o diretor de serviços especiais, e eles estão trabalhando para definir a causa do ocorrido”, disse Peskov durante uma reunião com o presidente da Bielorrússsia, Alexander Lukashenko.

Toda a rede de metrô de São Petesburgo foi fechada, e autoridades do metrô de Moscou afirmaram que reforçariam as medidas de segurança por conta do incidente.

O sistema de metrô de São Petersburgo é o 19º mais cheio do mundo, com mais de 2 milhões de passageiros todos os dias.

Em 2009, uma bomba explodiu num trem em alta velocidade que viajava da capital, Moscou, para a cidade, matando 27 e ferindo outras 130 pessoas.

A autoria do ataque foi depois reivindicada por um grupo extremista islâmico.

BBC

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: