Famílias tradicionais se preparam para iniciar as festividades do Ciclo do Marabaixo 2017

Devotos da Santíssima Trindade e ao Divino Espírito Santo, festeiros e marabaixeiros, se preparam para o Ciclo do Marabaixo de 2017, que inicia na Semana Santa e encerra em junho, no Domingo do Senhor. Cinco famílias tradicionais festejam as entidades católicas e cumprem o calendário durante os dois meses, em que os rituais são cumpridos, dando prosseguimento ao costume das primeiras famílias que povoaram Macapá. O evento é realizado pelas famílias e promesseiros, e neste ano com o retorno do apoio do Governo do Estado, via Secretaria de Políticas Para Afrodescendentes (Seafro), e Prefeitura de Macapá, através da Improir.

 

Apesar de ser uma tradição ancestral, o Ciclo do Marabaixo é um evento oficializado no calendário cultural, e hoje reconhecido como cultura tradicional do Amapá. Marcado pela mistura de religiosidade e tradições que acompanharam sua evolução, o Ciclo do Marabaixo é fundamentado no Catolicismo, tem como elementos os versos, chamados de “ladrão”, gengibirra, caldo, fogos de artifício, saias coloridas, toalha no ombro, flores na cabeça, e a dança com os pés arrastando e em círculo.

 

Do centro de Macapá, onde se enraizou, foi transferido nos anos 40 para os bairros Santa Rita, a chamada Favela, e Laguinho. Duas famílias realizam o Ciclo do Marabaixo, em cada bairro, e uma na comunidade de Campina Grande. Na Favela, a devoção é para a Santíssima, e as casas são enfeitadas de branco e azul; e no Laguinho, os festejos são para a Santíssima e Divino, e o vermelho, se mistura com o azul. No calendário das festividades, retirada dos mastros e da murta, rodadas de marabaixo, missas, novenas, bailes dos sócios, levantação e derrubada dos mastros, e encerramento, quando se escolhem os próximos festeiros.

 

A programação do Ciclo é de responsabilidade da Comissão do Marabaixo, integrada por membros das famílias tradicionais, do Laguinho, do Mestre Pavão e da Tia Biló, e da Favela, Dona Gertrudes e Dica Congó. Além do calendário tradicional, estão programadas as atividade de caráter educativo e para aproximar a sociedade da tradição, como o passeio ciclístico e oficinas, que as escolas podem solicitar diretamente na Seafro. Pioneiros do marabaixo também serão homenageados com o Selo Griôs, que são mestres da cultura popular.

 

A abertura será no dia 15, às 7:00, com o passeio ciclístico, panfletagem e roda de marabaixo no centro de Macapá, e às 17h tem o Marabaixo da Aceitação, na Favela, e o no Laguinho, a festa começa no Domingo de Páscoa.

 

 

PROGRAMAÇÃO

Abertura: com todos os grupos de marabaixo e famílias tradicionais, no passeio ciclístico onde será feita a panfletagem. Na saída e chegada terá rodada de marabaixo.

Concentração: Travessa Mário Cruz, em frente à Intendência.

Saída: 7:30

Percurso: Cândido Mendes/São José.

Chegada: frente da Igreja São José

 

FAVELA E CAMPINA GRANDE

Barracão da Dona Dica Congó – Av: Mendonça Júnior – 1275

Barracão da Dona Gertrudes – Av: Duque de Caxias – 1203

Centro Cultural Jesus Maria José – Km 21 – Rodovia Macapá/Jari (Campina Grande)

 

15/04 – Sábado da Aleluia

De 17h à meia-noite – Marabaixo da Aleluia

1º de Maio – Marabaixo do Trabalhador (somente no barracão da Dona Gertrudes)

14/05 – Marabaixo das Mães (somente no Barracão da Dica Congó)

20/05

8h -Corte do Mastro no Curiaú, com todos os realizadores do Ciclo

De 17h à meia-noite – Rodada de Marabaixo no Barracão da Dona Gertrudes

21/05

De 17h à meia-noite – Marabaixo do Mastro (Somente no barracão da Dona Gertrudes)

02/06

19h – Ladainha em Louvor à Santíssima Trindade (se estende até 10/06)

03/06

16h – Quebra de Murta no Curiaú

04/06

De 16h às 7h  do dia seguinte – Marabaixo da Murta, Encontro das Bandeiras na frente da Igreja Jesus de Nazaré, retorno para os barracões e marabaixo até o amanhecer, quando os mastros são levantados.

11/06

Domingo da Santíssima Trindade

07:00 – Missa da Trindade (Igreja da Santíssima – Dona Gertrudes)

07:00 – Missa da Trindade (Centro Cultural Jesus Maria José Dona Antônia)

09h – Missa da Trindade (Barracão Dica do Congó – Dica Congó)

10h – Café da manhã nos barracões

12h – almoço dos inocentes nos barracões

15/06

De 17h às 23h – Marabaixo de Corpus Christi (Somente da Dona Gertrudes)

18/06

De 18h às 22h – Marabaixo da derrubada do mastros e  escolha dos festeiros de 2018.

 

LAGUINHO

 

Tia Biló – Rua Eliezer Levy entre Mãe Luzia e José Tupinambá

Mestre Pavão – Av: José Tupinambá entre Leopoldo Machado e Jovino Dinoá

 

16/04 – Domingo de Páscoa

De 16h à meia-noite – Marabaixo da Ressureição

20/05

08h – Sábado do Corte do Mastro, no Curiaú, com todas as famílias e festeiros

21/05 – Domingo do Mastro

10:00 a meia-noite – Roda de Marabaixo na casa do Mestre Pavão

17:00 à meia-noite – Roda de Marabaixo na casa da Tia Biló

24/05 – Quarta-feira da Murta do Divino Espírito Santo

De 16h às 07h– Marabaixo  da Murta do Divino Espírito Santo, até o amanhecer do dia  seguinte, quando o mastro é levantado.

25/05

19h – 1ª novena do Divino Espírito Santo

26/05

21h – 1º Baile dos Sócios do Divino Espírito Santo

02/06

21h – 2º Baile dos Sócios do Divino Espírito Santo

04/06 – Domingo do Espirito Santo

07:30h – Missa na Igreja São  Benedito (Tia Biló) e Igreja Jesus de Nazaré (Mestre Pavão)

09h – Café da manhã, nas casas dos festeiros

12:30 – Almoço na casa do Mestre Pavão

16h – Marabaixo da Murta da Santíssima Trindade, encontro das Bandeiras na frente da igreja Jesus de Nazaré, e retorno para o barracão, com roda de marabaixo até o amanhecer do dia seguinte, quando o  mastro é levantado.

05/06

18h – Início da Novena da Santíssima Trindade  e última Novena do Divino, na casa do Mestre Pavão

19h – Início da Novena da Santíssima Trindade  e última Novena do Divino, na casa da Tia Biló

09/06

21h – 1º Baile de Sócios da Santíssima Trindade

11/06 – Domingo da Santíssima Trindade

07:30h – Missa na Igreja São  Benedito (Tia Biló) e Igreja Jesus de Nazaré (Mestre Pavão)

09h – café da manhã na casa das famílias pioneiras

15/06 – Baile de Corpus Christi nas casas dos festeiros

18/06

17h – Derrubada dos Mastros e escolha dos festeiros de 2018

 

Mariléia Maciel

Assessoria de Comunicação – Ciclo do Marabaixo

Deixe uma resposta