UNICEF promove seminário no Acre sobre educação e saúde de jovens indígenas

Para discutir desafios enfrentados pelos jovens indígenas do Brasil, o Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) promove na sexta-feira (14), em Cruzeiro do Sul, no Acre, o Seminário Atenção à Criança e ao Adolescente Indígena no Selo UNICEF – Edição 2017/2020. Evento abordará estratégias para reduzir a mortalidade, a desnutrição infantil e o sub-registro civil de nascimento, além de debater iniciativas para melhorar a educação das crianças e adolescentes.

Para discutir desafios enfrentados pelos jovens indígenas do Brasil, o Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) promove na sexta-feira (14), em Cruzeiro do Sul, no Acre, o Seminário Atenção à Criança e ao Adolescente Indígena no Selo UNICEF – Edição 2017/2020. Evento abordará estratégias para reduzir a mortalidade, a desnutrição infantil e o sub-registro civil de nascimento, além de debater iniciativas para melhorar a educação das crianças e adolescentes.

O encontro contará com a presença de lideranças , gestores e técnicos dos municípios interligados ao Distrito Sanitário Especial Indígena (DSEI) Alto Rio Purus — que engloba as cidades de Assis Brasil, Boca do Acre, Manoel Urbano, Pauini, Porto Velho, Rio Branco, Santa Rosa do Purus e Sena Madureira — e ao DSEI Alto Juruá — de Cruzeiro do Sul, Feijó, Jordão, Mâncio Lima, Marechal Thaumaturgo, Porto Walter, Rodrigues Alves e Tarauacá.

O encontro é parte da estratégia da agência da ONU para a nova edição do Selo UNICEF – que está sendo lançada nos estados da Amazônia Legal e do Semiárido. Ciclo terá ênfase na mobilização dos municípios mais vulneráveis, especialmente aqueles com populações indígenas. O seminário será realizado ainda em outros cinco estados amazônicos.

Com isso, o UNICEF espera promover a escuta qualificada das mulheres, de representantes comunitários e gestores, a fim de estimular, no âmbito municipal, a adoção das medidas necessárias à oferta integral e articulada de políticas públicas de saúde, educação e assistência social.

O primeiro seminário dessa nova estratégia foi realizado na quarta-feira (12), em Rio Branco. Eventos contam com a parceria dos DSEIs, do governo estadual e da Secretaria Especial de Saúde Indígena do Acre. Debates também têm a participação da Secretaria Especial de Saúde Indígena do Mato Grosso do Sul.

ONU

Deixe uma resposta