Neste sábado, 30, tem carimbó, lundum, marabaixo e batuque com Silvan Galvão, Mestre da região do Tapajós

O legítimo carimbó paraense será apresentado e tocado neste sábado, 30, pelo santareno Silvan Galvão, em Macapá, colocando no palco os ritmos amazônicos com muita percussão, mesclando os tambores do Pará e Amapá. Músico e pesquisador, ele tem um trabalho voltado para a cultura regional, onde explora as tradições e sonoridade, que são despertadas e apresentadas nos shows e oficinas que realiza no Brasil. O show terá carimbó, lundum, marabaixo batuque, e será no Bar Barril, com a participação de Patrícia Bastos, Oneide Bastos, Eli Corrêa e Paulinho Bastos.

 

Silvan Galvão é um nome já reconhecido pelo trabalho como percussionista, cantor, compositor e pesquisador. Nascido no oeste do Pará, começou a carreira encarando grandes desafios, como tocar ao lado de mestres do cancioneiro popular como Sebastião Tapajós, Pinduca e Nilson Chaves. Entre Santarém e Rio de Janeiro, o artista acumula experiências em todos os caminhos que a arte o levou, do manejo de instrumentos à produção musical, dos festivais às oficinas, dos trabalhos autorais às parcerias.

 

No Rio de Janeiro continua o projeto Puxirum, que divulga a música amazônica, recebe artistas de todo o Brasil e apresenta junto com sua banda seu trabalho e as obras de Pinduca, Dona Onete, Mestre Verequete, entre outros artistas populares. Como pesquisador, Silvan percorre o país com oficinas didáticas onde faz a interação entre as tradições e manifestações culturais brasileiras, e agora expande o projeto para outros países sul-americanos. Em 2015 iniciou o projeto OPÃ – Orquestra de Percussão Amazônica, na Escola de Percussão Maracatu Brasil, e em 2016 seu trabalho foi reconhecido e ganhou o título de Mestre de Carimbó da região do Tapajós.

 

Tem dois discos, Segredos Amazônicos (2013), instrumental, e Tambores que Cantam (2016). No último, com doze faixas, tem a participação de Dona Onete, que o presenteou com “Caribe á Alter do Chão”, do violeiro Xangai, e de Patrícia Bastos, Sebastião Tapajós, Pinduca, Nilson Chaves e Mestre Solano. É neste clima dançante dos discos que o show irá acontecer em Macapá, ritmado com muita percussão, para dançar o carimbó, lundum, marabaixo e outros ritmos da Amazônia, com uma banda formada por músicos experientes e talentosos.

 

Serviços:

Show Silvan Galvão

Data: 30 de setembro

Local: Bar Barril

Hora:22h

Mesas (4 pesssoas): R$ 100,00

 

Mariléia Maciel

Assessoria de Comunicação

Deixe uma resposta