Após dois anos de negociação, Acre vai exportar carne suína para o Peru

Negociação foi entre os Ministérios da Agricultura e Pecuária do Brasil e do país vizinho. Medida vai beneficiar frigorífico em Brasileia.

A partir do dia 30 de novembro, o Acre começa a exportar carne suína para o Peru. A decisão saiu após dois anos de negociação entre os Ministérios da Agricultura e Pecuária do Brasil e do país vizinho.

A medida beneficia o frigorífico de abate de suínos e processamento de embutidos localizado em Brasileia. O frigorífico abate atualmente cerca de 200 animais por dia. O acordo vai incentivar a produção e criação dos suínos com políticas públicas que atingem pequenos, médios e grandes produtores.

“Estamos muito felizes com o resultado dessa reunião no Peru, porque temos uma data pra gente, de fato, começar a exportar o nosso produto que tem qualidade, que é produzido pelo nosso pequeno agricultor familiar, do médio e do grande, que vão ter a segurança. Num raio de 750 km, nós temos 30 milhões de habitantes que podem estar consumindo a nossa proteína animal com baixo carbono, que contribui para a nossa economia do Acre”, explica o diretor-presidente da Agência de Negócios do Acre, Inácio Moreira.

Veja a íntegra no G1 AC

Deixe uma resposta