Estado Islâmico perde “capital do califado” após forças sírias retomarem Raqqa

A forças curdo-árabes aliadas à Coalizão Internacional afirmaram que as operações na cidade foram finalizadas; agora, só há intervenção no estádio e no hospital principal para a retirada de minas e possíveis “células inativas”

As Forças Democráticas Sírias (FDS), que é uma aliança curdo-árabe aliada à Coalizão Internacional contra o Estado Islâmico, anunciaram que retomaram o poder na cidade síria de Raqqa, considerada a “capital do califado” do grupo terrorista. As informações são do The Guardian.

A FDS, que combate os extremistas islâmicos desde o dia 6 junho deste ano na região norte da cidade, afirmou nesta terça-feira (17) que centenas de soldados do Estado Islâmico deixaram suas últimas posições na região – o hospital principal e o estádio nacional. “Está tudo acabado em Raqqa, nossas forças tomaram o controle completo da cidade”, confirmou um porta-voz da aliança, Talal Sello, à agência de notícias AFP .
O anúncio acontece apenas dias depois de a FDS afirmar que estava chegando à fase final da operação de retomada da cidade. Sello ainda disse que as forças democráticas sírias estão combatendo os jihadistas que permanecem na cidade nesta terça-feira, tanto aqueles que não se entregaram ou que ainda não foram mortos.

“As operações militares em Raqqa terminaram, mas ainda há intervenções em curso para descobrir qualquer célula escondida ou inativa, além de remoção de minas”, explicou o porta-voz.

Veja mais no Último Segundo – iG

Deixe uma resposta