Operação identifica trabalho infantil em condições degradantes em Roraima

Grupo Especial de Combate ao Trabalho Infantil, do Ministério do Trabalho, encontrou 118 crianças e adolescentes atuando em condições adversas

Em uma operação realizada entre os dias 6 e 11 de outubro, o Grupo Especial de Combate ao Trabalho Infantil, do Ministério do Trabalho, encontrou 118 crianças e adolescentes atuando em atividades consideradas as piores formas de trabalho na cidade de Boa Vista, em Roraima. A classificação é baseada acordo com a Lista TIP, Lei nº 6481, que tipifica as atividades mais prejudiciais à saúde e à segurança das crianças.

Durante a operação de combate ao trabalho infantil , foram fiscalizadas feiras públicas, carvoarias e o Aterro Sanitário da cidade, onde foram encontradas 13 crianças trabalhando na coleta dos dejetos. “O lixão foi onde encontramos situações mais graves, com crianças trabalhando e muitas delas morando no meio do lixo, sujeitas a doenças e sem as mínimas condições de proteção à sua saúde”, afirmou Marinalva Dantas, coordenadora do Grupo Especial.

Por conta da gravidade da situação verificada no lixão, foi determinada a interdição do local. O Grupo Especial emitiu um pedido de providência imediata à Sanepav Ambiental, empresa responsável pela administração do lixão público.

Veja íntegra no site 24hs News

Deixe uma resposta

WhatsApp chat